Busca
Agronegócio Empreendedorismo

Mercadinho: como montar um do zero no seu bairro

Se você quer começar um negócio em seu bairro, saiba que abrir um mercadinho pode ser uma ótima ideia. Esse tipo de negócio sempre está em alta, já que todo mundo precisa fazer compras no dia a dia e, muitas vezes, não quer ou não pode se deslocar para ir aos supermercados da região. 

Nós do Prospera queremos te ajudar a dar os primeiros passos para montar um mercadinho! Aqui, você vai encontrar: 

  • O que levar em conta na hora de escolher a localização do seu mercadinho; 

  • Como decidir o que vender; 

  • Quais os equipamentos necessários em um mercadinho; 

  • Como procurar fornecedores para seu negócio; 

  • Quais os documentos necessários para abrir um mercadinho; 

  • Outras informações necessárias para começar seu mercadinho. 

Continue lendo e saiba tudo sobre como montar um mercadinho do zero no seu bairro.  

O que é um mercadinho? 

Também chamado de mercearia, vendinha, minimercado ou até mesmo quitanda, o mercadinho é um estabelecimento que vende frutas, legumes, carnes, pães, itens de higiene, de limpeza e para o dia a dia. 

Ele se diferencia dos mercados e supermercados por ser um local menor, com menor variedade de itens e, geralmente, atender apenas os moradores de um bairro. 

Além disso, o mercadinho tem menos funcionários do que os grandes mercados, já que, por causa de seu tamanho e quantidade de produtos disponíveis, registrar vendas e cuidar do estoque, sua organização e o seu atendimento ao público são feitos em menor escala. Por isso, muitas vezes, apenas o dono e outro funcionário conseguem cuidar do lugar. 

O que é vendido em um mercadinho? 

Tudo o que é vendido em um mercado grande. Por isso, o que será vendido em seu mercadinho depende do que você vai escolher comercializar. 

Os produtos vendidos em um mercadinho podem ser divididos em categorias. São elas: 

  • Alimentos não perecíveis: são aqueles que não estragam ou demoram para estragar, como arroz, feijão, macarrão, sal, açúcar, café, farinha de trigo, óleo, leite em pó, achocolatado, alimentos enlatados, salgadinhos etc.; 

  • Carnes e frios: carne bovina, suína, frango, queijo, presunto, muçarela etc., são produtos que exigem armazenamento em freezers ou geladeiras específicas para evitar que estraguem; 

  • Hortifruti: frutas, legumes e verduras também exigem armazenamento específico e tem um prazo de validade reduzido se comparado aos alimentos não perecíveis; 

  • Produtos de padaria: pães, bolos, tortas e bolachas, que podem ser produzidos no local com equipamentos específicos — fornos e batedeiras — ou comprados de fornecedores; 

  • Produtos de higiene: xampu, condicionador, papel higiênico, creme hidratante, sabonete, pasta de dente, escova, desodorante. 

  • Produtos de limpeza: desinfetantes, detergente, sabão em pó, amaciante, esponja, vassouras e rodos. 

Quais os equipamentos para abrir um mercadinho? 

Os equipamentos necessários para abrir um mercadinho vão depender das categorias de produtos que você quer vender nele. Por exemplo, se você quer vender carnes e frios, você irá precisar de um freezer para armazenamento e um cortador de frios. Se você quer vender apenas alimentos não perecíveis e itens de limpeza, você precisará de prateleiras e gondolas para exibir os produtos. 

Por isso, é importante pesquisar os equipamentos necessários e quanto você precisará investir para comprá-los antes de começar o processo de abertura do seu negócio. 

Entre os equipamentos que podem ser comprados para abrir um mercadinho estão: 

  • Gondolas e prateleiras; 

  • Balança; 

  • Cesta de compras; 

  • Fruteira; 

  • Geladeira; 

  • Balcão; 

  • Balcão refrigerado; 

  • Forno; 

  • Máquina de corte de frios; 

  • Freezer; 

  • Balcão para atendimento; 

  • Caixa; 

  • Computador; 

  • Leitor de código de barras; 

  • Impressora de nota fiscal; 

  • Maquininha de cartão; 

  • Etiquetadora; 

  • Placas informativas; 

  • Luzes. 

Uma dica é começar oferecendo alguns produtos não perecíveis e itens de limpeza e higiene e ver como o público recebe seu comércio antes de investir na compra de freezers, máquinas de corte e balcão refrigerado para vender carnes e frios. Para vender produtos de padaria, como pães e bolos, vale comprar de um fornecedor e ver como é a recepção do público antes de iniciar sua produção própria. Isso te ajuda a investir menos na hora de começar seu novo negócio. 

O que precisa para abrir um mercadinho? 

Entre documentos e equipamentos, são necessárias algumas coisas para abrir um mercadinho. Vamos falar sobre elas agora. 

Escolher o local 

A primeira coisa que você precisa definir quando começa um negócio novo é onde ele ficará. Isso porque a localização do seu negócio é um dos pontos que vão influenciar no sucesso dele. 

Para escolher um bom lugar para começar seu mercado, você deve se atentar a: 

  • Facilidade ao acesso do local; 

  • Fluxo de pessoas; 

  • Quantidade de concorrentes na região. 

Assim, fica mais fácil montar seu mercadinho em um lugar que será encontrado pelas pessoas e sem muita concorrência — o que aumenta a sua clientela, ainda mais se o a quantidade de pessoas passando naquela região for alto. 

Decidir o que vender 

Quando falamos em supermercado, imaginamos uma variedade de produtos, que vão desde comidas até itens de limpeza. Mas, se tratando de um mercadinho, é possível vender uma menor quantidade de itens para atender as necessidades do seu público. 

Além disso, existem mercadorias — como carnes, peixes e alimentos prontos — que exigem equipamentos e documentações especiais para serem vendidas, o que pode fazer com que seus custos sejam maiores do que o esperado ao montar seu mercadinho. 

Por isso, antes de abrir seu mercadinho, decida o que você quer vender nele. Uma dica é analisar o que o público da sua região procura e o que falta nos seus concorrentes para definir o que será vendido: assim, você consegue conquistar seu público oferecendo exatamente o que eles procuram. 

Procurar bons fornecedores 

Fornecedores são uma das partes mais importantes do funcionamento de um mercadinho. Isso porque eles influenciam não apenas nos preços, mas também na qualidade dos produtos que serão oferecidos para os clientes e nos lucros do seu negócio. Então, é muito importante escolher bons fornecedores para seu pequeno negócio. 

Por isso, pesquise bastante antes de definir quem serão os fornecedores do seu negócio. Use a internet, pergunte para conhecidos, busque referências e converse com outros donos de mercadinhos para saber quem são os fornecedores deles e como é o relacionamento entre os dois. 

Além do preço, é importante considerar também as condições de pagamento, prazos e formas de entrega e descontos que podem ser oferecidos. Tudo isso vai influenciar no seu preço final, o preço que é pago pelo seu cliente, e pode ser a diferença entre seu mercadinho ter ou não clientes. 

Pesquisar e comprar equipamentos 

Antes de comprar os equipamentos para seu mercadinho, você precisa saber o que você vai vender, qual é o espaço disponível no local e garantir que esses equipamentos não atrapalhem a circulação de pessoas e nem o armazenamento das mercadorias. 

Os equipamentos comprados para seu mercadinho também vão depender do que você escolher vender nele. Mas, é comum que todo mercadinho tenha pelo menos prateleiras para expor produtos, um caixa para registrar as vendas e uma máquina de cartão para que os clientes paguem pelos produtos. 

Estudar quais são os documentos necessários 

Sabia que, quem tem um negócio, como um mercadinho, tem muitos benefícios em ser microempreendedor individual (MEI)? Alguns deles são crédito facilitado em bancos, poder oferecer diversas formas de pagamento para seus clientes e, principalmente, estar em dia com a Receita Federal e evitar multas. 

Se tornar MEI é um processo fácil e rápido, que é feito no site do Governo Federal gratuitamente. Nos próximos tópicos, vamos te mostrar como se cadastrar e se tornar MEI. 

Além disso, em um comércio, é preciso também ter um Alvará de Funcionamento e autorização da Vigilância Sanitária para vender carnes, além de um profissional técnico responsável, além de um lugar para cortar, embalar e armazenar os produtos. 

Quais são os documentos para abrir um mercadinho? 

Como falamos antes, é importante você se tornar MEI e legalizar seu mercadinho para conseguir vantagens que só negócios regularizados tem. 

Para se tornar MEI, você precisa se cadastrar no Portal de Serviços do Governo Federal com os seguintes documentos em mãos: 

  • RG; 

  • Título de eleitor ou Declaração de Imposto de Renda; 

  • Dados de contato e seu endereço residencial; 

  • Classificação Nacional da Atividade Econômica (CNAE) realizada — para mercadinhos, o código é 4712-1/00; 

  • Forma de atuação; 

  • Local onde o negócio será aberto.  

No blog do Avançar, te explicamos como abrir MEI e tiramos todas as suas dúvidas sobre o assunto! Leia agora! 

Post ID: | Current Page ID: 5680

Continue lendo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, memorizar suas preferências e personalizar o conteúdo publicitário de acordo com seus interesses. Veja mais detalhes em nossa Política de Privacidade.