Busca
Agronegócio Prospera

Como montar um cardápio irresistível e lucrativo para sua lanchonete em 2023

Dois hamburgueres lado a lado com batata frita.

O que você precisa saber: 

  • Para montar um cardápio, é importante conhecer seu público e estudar a concorrência; 

  • Outro passo importante é escolher um cardápio que seja compatível com o espaço e equipamentos que você já tem; 

  • Fazer mudanças durante a elaboração do cardápio é normal e necessário. 

Montar um cardápio é uma das maiores missões para qualquer pessoa que trabalhe com comida: encontrar o equilíbrio perfeito entre o que o público quer, o que dá lucro para você e o que você sabe e pode fazer com os equipamentos e espaço que já tem é um grande desafio. 

Se você tem uma lanchonete e está buscando maneiras de montar um cardápio que, além de cumprir tudo isso, ainda seja irresistível para seu público, estamos aqui para te ajudar! 

Nesse artigo, nós do Prospera vamos te dar o passo a passo para montar o cardápio perfeito para sua lanchonete esse ano. Vamos lá! 

Passo a passo: como montar o cardápio da minha lanchonete

Criar um cardápio para sua lanchonete vai ficar mais fácil depois desse passo a passo. 

E, se você tem outro tipo de negócio, como uma doceria, uma sorveteria, um bar ou um restaurante, esses passos também servem para você: basta ter em mente o tipo de produto que você vende e aplicar esses passos no seu negócio. 

  1. Conheça seu público 

Esse primeiro passo deve ser seguido por toda pessoa que quer começar ou já tem um negócio. Conhecer seu público é uma maneira de garantir que você criará produtos — que nesse caso são lanches — direcionados a ele, aumentando as chances de tornar seu negócio bem-sucedido. 

Nesse passo, você pode seguir essas perguntas para entender como seu público se comporta: 

  • Qual dia e horário os clientes costumam frequentar sua lanchonete? 

  • O que eles mais pedem? 

  • Qual a idade do público? 

  • Eles comem em sua lanchonete ou levam para casa? 

Todas essas perguntas podem te ajudar a montar um cardápio que seja melhor para seu público. Por exemplo, entender quais os pedidos favoritos dos clientes é uma maneira de não tirar esse produto do seu cardápio e até mesmo criar novas variações dele.  

  1. Conheça os concorrentes 

Tão importante quanto saber o que seu público quer é saber o que seus concorrentes estão fazendo: entender a concorrência é fundamental para saber contra quem você está disputando os clientes e fazer com o que você oferece seja tão bom quanto o que ela oferece.  

Estudando a concorrência, é possível entender como é o atendimento ao público, quais os preços dos produtos, como eles são servidos e até mesmo qual a qualidade deles.

Microcrédito Prospera Santander

  1. Pesquise as tendências 

Entender o que é popular não apenas nos seus concorrentes, mas também na sua região e em outros lugares, como nas redes sociais e redes de lanchonetes, é uma maneira de saber o que está fazendo sucesso e pode atrair o público para seu negócio. 

Sempre esteja atento às tendências na área de lanches e veja o que pode ser adicionado ao seu cardápio, adaptado para ser vendido na sua lanchonete ou ainda o que não é tão interessante para seu público e não vale a pena experimentar no seu negócio. 

  1. Defina um tema 

Quando falamos sobre definir um tema em um cardápio, estamos falando sobre definir o tipo de comida que você irá vender. Por exemplo, é possível criar um cardápio de comida nordestina, francesa ou japonesa. 

No seu caso, se você está montando o cardápio de uma lanchonete, você já sabe que irá vender lanches. Mas, qual tipo de lanches? Serão hamburgueres, cachorro quente, lanches naturais ou todos esses? Definir qual é o tipo ajuda na hora de criar as receitas.  

  1. Anote suas primeiras ideias 

Sabendo o que você quer vender na sua lanchonete, do que seu público gosta, o que os concorrentes estão fazendo e o que é tendência no mercado, é possível ter as primeiras ideias dos itens que farão parte do seu cardápio. 

Além de anotar essas ideias, nesse passo é possível ter uma ideia dos custos para produzi-las, o que ajuda na hora de escolher o que definitivamente estará no seu cardápio.  

  1. Analise seu espaço e equipamentos que você já tem 

Com as primeiras ideias em mãos, é hora de descobrir se é possível produzir o que você quer vender. Para isso, é preciso analisar o espaço disponível e os equipamentos que você tem. 

Por exemplo, se você quer vender batatas fritas cortadas em sua lanchonete, você terá que arranjar uma maneira de prepará-las, cortá-las e fritá-las. Isso demanda tempo e até mesmo equipamentos especiais para facilitar a produção. Então, é nesse passo que você irá descobrir se é possível vender as batatas fritas cortadas em sua lanchonete ou se é melhor comprar batatas pré-fritas, fritá-las em seu negócio e vende-las até que seja possível investir em equipamentos para fazer as batatas em sua lanchonete. 

  1. Separe as categorias do que você vai vender 

Essa é a hora de pegar suas ideias e separá-las em categorias. Quando falamos em lanchonetes, geralmente as categorias de alimentos são as seguintes: 

  • Lanche; 

  • Acompanhamento; 

  • Sobremesa; 

  • E bebida. 

Organizar os produtos nessas categorias vai te ajudar na hora de ver quantas opções diferentes de pratos sua lanchonete está oferecendo, quantas combinações são possíveis fazer e ainda facilita na hora de arrumar o cardápio para disponibilizá-lo para o público. 

  1. Defina os produtos 

Finalmente chegou a hora de definir os primeiros acompanhamentos, lanches, sobremesas e bebidas que você irá vender! Aqui, basta separar os seus favoritos na lista: os próximos passos te mostrarão o que fazer com eles. 

  1. Teste os alimentos 

Agora é hora de preparar os alimentos escolhidos e testá-los! Nessa parte, você vai, além de preparar e testá-los — algo que pode ser feito oferecendo para amigos e família e pedindo opiniões —, calcular os custos de produzir cada produto, definir o tamanho de porções e até mesmo, se quiser, criar combos de lanches. 

  1. Quando necessário, faça mudanças 

Você provavelmente vai voltar ao passo 8 algumas vezes, e isso não é um problema: todo cardápio passa por mudanças até se tornar definitivo. Essas mudanças podem ser influenciadas pelos testes de sabor, pelos custos de produção e até mesmo por novas invenções que surgem pelo caminho. 

  1. Defina preços  

Definir os preços dos itens no seu cardápio depende de uma série de fatores, como o preço da concorrência, o preço que seu público está disposto a pagar e ainda o quanto é necessário para conseguir cobrir os custos da sua produção, do seu funcionamento e ter lucro. 

Por isso, precificar um produto é um processo que pode ser um processo demorado e lotado de cálculos. Mas, sabendo quais são seus custos de produção, de funcionamento e o lucro esperado, fica mais fácil fazer isso. 

Nós do Prospera temos um artigo sobre precificação onde contamos tudo o que você precisa saber para definir preços.  

  1. Crie um cardápio para os clientes 

Você já sabe o que vai vender, já separou em categorias e já sabe os preços que vai cobrar pelos alimentos. Então é hora de finalmente criar seu cardápio, aquele que os clientes veem e escolhem o que vão comprar. 

É possível cria-lo no Canva, um editor de imagem online e gratuito que disponibiliza modelos de cardápios prontos. 

Nesse cardápio, é fundamental que, além do nome e do logotipo do seu negócio, seguintes informações estejam escritas: 

  • Nome do produto; 

  • Ingredientes — fundamental para evitar que pessoas com alergias comam algo com um ingrediente que cause alergia, por exemplo; 

  • Preço. 

Agora que você sabe tudo sobre como montar um cardápio para sua lanchonete, que tal aprender a cuidar do dinheiro que vai entrar no seu caixa quando os clientes experimentarem seus novos produtos? 

Se matricule agora em nosso curso de Educação Financeira e aprenda a cuidar das finanças do seu negócio! É 100% gratuito e rápido. 

Post ID: | Current Page ID: 5308

Continue lendo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, memorizar suas preferências e personalizar o conteúdo publicitário de acordo com seus interesses. Veja mais detalhes em nossa Política de Privacidade.