Busca
Agronegócio Inovação & Tecnologia

O que é Drex? Tudo sobre a primeira moeda digital oficial do Brasil

A imagem mostra a transferência de moedas de um celular para outro, representando a transferência de moedas digitais.

O que você precisa saber: 

  • O Drex é a moeda digital oficial do Brasil, criada e regulamentada pelo Banco Central do Brasil; 

  • A moeda começa a valer em 2024, mas está em fase de testes desde setembro de 2023; 

  • É esperado que o Drex facilite as transações financeiras feitas pelos brasileiros. 

Com a popularização das moedas digitais nos últimos anos, era só questão de tempo até que os países começassem a ter suas moedas digitais oficiais. E o Brasil não vai ficar de fora disso! 

Anunciada em agosto de 2023, a moeda digital brasileira se chama Drex e entrará em fase de testes em setembro. É esperado que, depois dos testes, a moeda esteja disponível para todos os cidadãos já em 2024. 

Nesse artigo, nós do Programa Avançar vamos te explicar o que é o Drex, como essa moeda vai funcionar e tudo mais o que você precisa saber sobre o assunto. 

Continue lendo e descubra tudo sobre o Drex! 

O que é Drex? 

O Drex é uma moeda digital brasileira, que funcionará como uma representação virtual da nossa moeda, o Real. Antes de ser nomeada dessa maneira, o Drex foi chamado de Real Digital

Por ser virtual, o Drex ficará guardado em uma plataforma digital e poderá ser acessado nas carteiras digitais que são disponibilizadas pelos bancos e instituições financeiras, uma alternativa ao dinheiro em papel ou em moeda, que é físico e pode ser guardado na carteira e levado de um lugar para outro. 

O que é dinheiro virtual? 

A moeda digital, também conhecida como dinheiro virtual, é qualquer tipo de dinheiro que é armazenado, gerenciado e pode ser trocado em plataformas digitais, como a internet. 

Entre os tipos de moeda digital que existem estão as criptomoedas, como a Bitcoin e a Ethereum, e as moedas digitais regulamentadas pelo Banco Central de cada país. 

Quais países têm uma moeda digital oficial? 

O Brasil não é o primeiro país a criar uma moeda digital oficial: já existem 11 países no mundo que possuem suas próprias moedas virtuais. 

São eles: 

  • Nigéria; 

  • Bahamas; 

  • Jamaica; 

  • Anguila; 

  • Antigua e Barbuda; 

  • Granada; 

  • São Vicente e Granadinas; 

  • Santa Lúcia; 

  • Dominica; 

  • Montserrat; 

  • São Cristóvão e Neves. 

Além disso, 21 países possuem projetos para implantar suas próprias moedas digitais. Inglaterra e Japão são alguns desses países.  

Para que o Drex vai servir? 

O Drex funcionará assim como o Real e, por isso, será usado para fazer pagamentos de compras e serviços, para estipular preços e valores e para fazer reservas financeiras

A ideia é trazer mais praticidade, rapidez e segurança para transações financeiras, diminuindo problemas que acontecem em processos de compra e venda – como golpes e roubos. 

Um dos exemplos dados pelo Banco Central é na transação de compra e venda de um veículo, como um carro. Se antes o vendedor tinha que se preocupar na hora de passar a propriedade do veículo para o comprador sem receber o dinheiro, ou o comprador precisava se preocupar se realmente iria receber o carro depois de fazer o pagamento, com o Drex isso não vai mais existir. 

A moeda digital permitirá que transações sejam programadas para acontecer simultaneamente. Então, em um caso de compra e venda de carro, o dinheiro só será liberado para o vendedor depois que o comprador tiver a propriedade do carro. Caso isso não aconteça, o dinheiro volta para o comprador e o carro para o vendedor automaticamente. 

Qual a diferença entre o Drex e o Pix? 

A diferença entre o Drex e o Pix é simples: enquanto o Drex é uma moeda digital, ou seja, é dinheiro, o Pix é uma forma de transferência de dinheiro. 

Então, o Pix é uma forma de fazer pagamentos, assim como o cartão de débito e crédito, ou transferências, como o TED e o DOC. 

Já o Drex é dinheiro, assim como o Real, e deve ser usado para pagar por transações comerciais ou contratações de serviços. 

Por que o Drex é considerado a moeda digital oficial do Brasil? 

O Drex é a moeda digital oficial do Brasil pois foi idealizada, criada e regulamentada pelo Banco Central do Brasil (Bacen). 

O Bacen é autoridade federal que é responsável por regulamentar o fornecimento de dinheiro para o país, garantindo a estabilidade do poder de compra da população brasileira e garantir que o país tenha um sistema financeiro sólido. 

Quanto o Drex vai valer? 

Foi anunciado que o Drex terá o mesmo valor do Real. Ou seja, R$1 será equivalente a 1 Drex. 

A imagem mostra um infográfico com informações sobre o Drex, moeda digital oficial do Brasil. A previsão é que o Drex seja disponibilizado para o público em 2024, após a fase de testes que começou em setembro de 2023.

Como o Drex vai funcionar? 

A moeda digital poderá ser acessada nas contas digitais de bancos e instituições financeiras, onde também será possível fazer a conversão da moeda física – ou seja, do Real – em Drex. 

Além de ser usado para transferências financeiras, o Drex também poderá ser usado para serviços financeiros que estão sendo desenvolvidos especialmente para ele, como os smart contracts, que poderão automatizar transações financeiras. 

O Drex é seguro? 

Sim. A ideia do Bacen é que o Drex ofereça a mesma segurança e privacidade que outros serviços financeiros oferecidos pelos bancos possuem. Então, o Drex é seguro. 

O Drex terá custos? 

Os custos do Drex serão aqueles definidos pelas instituições financeiras que disponibilizarem o serviço. Ou seja, caso o banco que oferece o Drex decidir, ele poderá cobrar taxas pelo serviço oferecido. 

Quando o Drex será implantado? 

Em setembro de 2023, o Drex entrou em sua fase de testes. Se todos os testes derem o resultado esperado pelo Bacen, a tecnologia será incorporada aos bancos e outras instituições financeiras para ser oferecida ao público. 

A previsão é que, em 2024, o Brasil todo tenha acesso ao Drex. 

Curso para Empreendedores – Invista no seu negócio

Saiba mais sobre o Programa Avançar

Com foco no desenvolvimento do empreendedor, trazemos uma série de conteúdos que auxiliam na gestão do seu negócio. Além de vídeos, podcasts e ebooks atualizados com as novidades do mercado, o Avançar oferece uma série de cursos com foco no empreendedor, entre eles: Curso de Educação Financeira, Curso de Crédito e Curso para MEI.  

Comece agora mesmo seu curso gratuitamente e ganhe um certificado digital. Cadastre-se!

Como abrir sua Conta MEI Santander

Simples, digital e precisa de apenas 3 documentos: 

• Documento de identidade (RG ou CNH) 

• Número de CPF 

• Certificado de MEI 

>> Abra a sua conta MEI << 

Post ID: | Current Page ID: 5798

Continue lendo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, memorizar suas preferências e personalizar o conteúdo publicitário de acordo com seus interesses. Veja mais detalhes em nossa Política de Privacidade.