Acima de 60 anos: como vender para esse público?

Um quarto dos brasileiros acima de 60 anos já estão conectados – e consumindo

18-06-2019

Acima de 60 anos: como vender para esse público?
Foto: Envato Elements

Com o envelhecimento acelerado da população brasileira, pessoas acima de 60 anos estão cada vez mais presentes no mercado consumidor – e a tendência é que esse cenário se intensifique nos próximos anos. Uma pesquisa realizada pela PwC mostra que, em 2030, a população do país terá mais pessoas com mais de 60 anos do que crianças de 10 anos ou menos. Dessa forma, as empresas precisam repensar a forma como lidam com esse público.

Um quarto dos brasileiros acima de 60 anos já estão conectados, de acordo com uma análise feita pelo Google, o que insere essa parcela da população em diversos ambientes de consumo, assim como as gerações mais novas. Não há mais espaço, portanto, para preconceitos e estereótipos até então associados à idade mais avançada.

Mais interação

Para lidar com o público acima de 60 anos de maneira adequada, as empresas devem avaliar a questão da diversidade sem cair no erro de homogeneizar o grupo. “Cada pessoa tem uma história de vida, então é muito importante que as empresas observem, escutem e tenham uma interação com esses consumidores”, avalia a cofundadora da Hype60+, uma consultoria de marketing especializada em consumidores maduros de mais de 60 anos, Bete Marin.

Ao identificar qual a parcela que os consumidores maduros representam para o negócio, a empresa pode, no contato direto com o público, identificar seus pontos fracos e fortes. “Muitas vezes nós perdemos a oportunidade de melhorar um produto ou serviço por não ouvir o cliente”, explica Bete.

O desenvolvimento e aprimoramento dos produtos com foco nas pessoas maduras, além de agradar esses consumidores, também causa impactos positivos para outras gerações. No ambiente de vendas, por exemplo, o empresário que se preocupa em oferecer segurança e conforto para os profissionais maduros também contempla outros públicos. “Isso também acontece no marketing digital. Quando a empresa pensa em simplificar seu site, colocando letras maiores e mais contraste, facilita a experiência dos maduros e, por consequência, de outros consumidores”, afirma Bete.

Canais e nichos

Os consumidores com mais de 60 anos são digitais em primeiro lugar – e usam o celular muito mais do que o computador. A conclusão é de um estudo desenvolvido pela Hype60+, que mapeou os hábitos desse público. As mídias sociais também são muito utilizadas. “O WhatsApp é o principal aplicativo porque representa também um ponto de socialização”, explica a cofundadora. Na sequência estão o Facebook, o Instagram e o YouTube. O estudo da Hype60+ destaca ainda que os nichos mais pesquisados pelos maduros no Google são serviços relacionados à alimentação, beleza e moda.

“Pequenos e médios negócios estão mais preparados”

Graças ao grande número de empreendedores no país, Bete avalia que as pequenas e médias empresas estão mais preparadas para lidar com o público 60+ do que as grandes corporações. “A gestão de grande parte delas é feita por um maduro, então a percepção em relação ao público já é melhor”, diz a cofundadora.


Confira também 5 dicas de atendimento para encantar seus clientes

CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

Precisando contratar? Veja como analisar um currículo

Notícias e Atualidades

Os erros mais comuns na hora de investir em uma franquia

Desenvolvimento

Comunicação Verbal: Tempo de Ouvir e Tempo de Falar

Desenvolvimento

Investidor ou empréstimo: como financiar meu negócio?

O que você achou desta matéria?

O QUE A GENTE PODE FAZER PELA SUA EMPRESA, HOJE?

Para tornar nossos conteúdos cada vez mais atrativos, responda nossa pesquisa e nos conte quais temas são mais relevantes para o seu desenvolvimento

RESPONDER

JÁ RECEBE A NOSSA NEWSLETTER?

Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CADASTRAR