Como definir a personalidade da sua marca

A personalidade impacta desde a escolha do mix de produtos até a comunicação com o cliente. Saiba como escolher os atributos que são “a cara” do seu pequeno negócio

Publicado em 24/11/2020

Foto: Envato Elements

Se você tivesse que apresentar a sua marca para alguém, como você a descreveria? Perceba que não se trata de dizer o que é o seu negócio (uma loja de roupas, por exemplo) ou aquilo que está sendo oferecido (moda esportiva), mas, sim, quem ele é, como se posiciona, quais os atributos associados a ele (estilo, saúde, qualidade de vida). Esta é uma definição importante para a consolidação do seu pequeno negócio. Além de ser fundamental para as ações de marketing, definir a personalidade da sua marca ajuda a identificar aquilo que precisa ser priorizado e aprimorado. Afinal, se você incluir “sustentável” como um dos elementos, todas as decisões do negócio devem ser tomadas considerando o critério da sustentabilidade.

Quer saber como encontrar a personalidade da sua marca? Confira as dicas do que deve fazer parte da sua análise, mas cuidado para não exagerar. Nesse caso, menos é mais. Para começar, liste todas as qualidades que considera interessante, mas se aprofunde a reflexão e selecione apenas entre três e cinco principais. Será mais fácil manter o foco e garantir que esses atributos estão sendo “entregues” em tudo o que envolve seu negócio. Isso significa que além de cumprir as promessas comerciais básicas, como atender bem o cliente e entregar os produtos no prazo combinado, você deve aplicar os valores da empresa a todo momento, desde a escolha dos produtos comercializados, até a escolha de palavras e imagens para seus post nas redes sociais.

PONTOS PARA ANÁLISE:

  • A razão de ser do seu empreendimento
    Volte ao começo de tudo e lembre a história do seu negócio. Como ele nasceu? Por que você o criou? O que sua marca oferece de único? Outra pergunta importante é: Como você quer que ele seja visto pelos clientes?
  • Identidade visual
    Podemos pensar que a identidade visual é o que “veste” a marca e dá dicas de sua personalidade, assim como o estilo de roupa que usamos fala um pouco sobre quem somos e da imagem que queremos passar para os outros. Idealmente, a identidade visual deveria ser definida com base na personalidade da marca, mas é mais comum isso acontecer ao contrário. Por isso, pense no que levou você a escolher o nome, cores e as demais características visuais, como a tipologia, por exemplo, e transfira esses elementos para a definição da personalidade. 
  • Concorrentes
    Analise seus principais concorrentes e procure identificar no que as marcas deles se apoiam. Provavelmente, você vai encontrar traços de personalidades importantes para o seu segmento e público. Não há problema algum em ter pontos parecidos, mas é importantíssimo encontrar aquele que diferencia seu negócio dos demais. 
  • Coerência com a realidade
    Cuidado para não incluir um atributo que não corresponde com o que realmente sua marca consegue entregar. “Exclusividade”, por exemplo, é algo para empreendimentos que trabalham com produtos personalizados ou quantidades limitadas. 

Está querendo melhorar a gestão do seu pequeno negócio? Cadastre-se no Portal Avançar e tenha acesso a cursos online gratuitos que vão ajudar você a superar dificuldades e prosperar.