Busca
Agronegócio Prospera

Organizando o dinheiro do seu negócio: Dicas para controlar o que entra e sai

Mulher negra faz cálculos em calculadora.

O que você precisa saber: 

  • A chave para uma boa organização financeira é registrar todo o dinheiro que entra e o que sai do seu negócio; 

  • Não é preciso grandes aplicativos ou ferramentas para começar a cuidar das finanças, basta um caderno ou uma planilha no computador; 

  • Separar suas finanças pessoais das do seu negócio é um dos primeiros passos para organizar seu dinheiro. 

Sabia que organizar o dinheiro do seu negócio é uma das coisas mais importantes que você precisa fazer para que ele funcione bem? Nós do Prospera sabemos que essa pode não ser uma tarefa fácil, mas te garantimos: isso não significa que seja algo impossível de se fazer. 

Nesse artigo, vamos te mostrar como controlar o que entra e o que sai do seu caixa para que você deixe suas finanças sempre em dia! 

Leia agora! 

Por que é importante organizar as finanças do seu negócio? 

Ter finanças organizadas, saber de onde o dinheiro está vindo e para onde ele está indo é uma das maneiras de garantir o bom funcionamento do seu negócio. 

Desta maneira, você sempre terá dinheiro para: 

  • Comprar produtos ou matéria prima para produção; 

  • Pagar os custos do seu negócio, como contas de luz e água; 

  • Investir no crescimento dele; 

  • Conseguir lucrar com suas atividades. 

O que usar para organizar as finanças do seu negócio? 

Você não precisa de programas de computador ou aplicativos para começar a cuidar das suas finanças: apesar de facilitar seu dia a dia, eles geralmente são pagos, o que pode representar um custo que você não quer ou não precisa ter agora. 

Para começar a organizar suas finanças, você pode usar a boa dupla papel e caneta ou uma planilha em seu computador. Basta se organizar e lembrar de sempre atualizar os registros. 

Por onde começar a organizar as finanças do seu negócio? 

O primeiro passo para organizar as finanças do seu negócio é anotar tudo o que entra e sai do seu caixa. Esse registro é chamado de fluxo de caixa, e é uma das ferramentas mais importantes que um empreendimento pode ter. 

Com ela, é possível ter registro de todos os seus gastos e ganhos, datas e motivos para eles e ainda saber o quanto resta no seu caixa no fim do dia, da semana ou do mês. 

Além disso, o fluxo de caixa também permite que você faça um planejamento de gastos, não gastando mais do que você terá em seu caixa e impedindo que você tenha prejuízos financeiros ou atrase contas.  

Para criar um fluxo de caixa simples, mas efetivo, basta criar colunas em seu caderno ou planilha com as entradas e saídas de dinheiro, valores, datas e motivos. No fim dela, basta calcular quanto sobrou em seu caixa. 

Recomendamos que você atualize sua planilha de fluxo de caixa todos os dias, mesmo que os gastos ou ganhos sejam mínimos: isso garante que você não perca noção de como estão suas finanças. 

Microcrédito Prospera Santander

5 dicas para organizar as finanças do seu negócio 

Agora que você já sabe que o primeiro passo para cuidar das suas finanças é ter um fluxo de caixa, vamos te dar outras dicas para organizar o dinheiro do seu negócio em seu dia a dia. Veja agora quais são elas! 

  1. Separe suas finanças pessoais das finanças do seu negócio 

Tão importante quanto ter um fluxo de caixa, separar suas finanças pessoais e as do seu negócio é uma maneira de não confundir pagamentos, atrasar contas, ter prejuízos financeiros e até mesmo não ter lucro com seu negócio. 

  1. Saiba quais são os custos do seu negócio 

Saber quanto você gasta com a compra de produtos e materiais, quanto gasta com luz e água para produzir algo ou do espaço onde você montou sua loja e até mesmo os custos unitários dos seus produtos é importante pois, além de ajudar a calcular seu lucro, isso também permite que você defina preços sem ter prejuízos. 

  1. Saiba diferenciar o lucro do faturamento 

Faturamento é o valor recebido por tudo o que você vende; lucro é o que sobra depois que você paga seus custos com o valor recebido no faturamento. Saber qual a diferença entre lucro e faturamento é importante para que você defina preços dos seus produtos e serviços, consiga lucrar mais e não perca dinheiro ou deixe de pagar contas. 

  1. Se atente aos prazos de pagamento (tanto os seus quanto dos seus clientes) 

Deixar de pagar contas é sinônimo de pagar juros e, consequentemente, ter mais custos ou adquirir dívidas. Por isso, mantenha um registro de todas as contas que seu negócio tem, dos valores e datas de pagamento para evitar custos altos. 

Também é importante manter um registro de pagamentos dos clientes para fazer cobranças quando necessário e não perder esses pagamentos. 

  1. Tenha uma reserva de emergência 

A reserva de emergência é um dinheiro que você deixa guardado para usar quando há imprevistos, como faturamento menor do que esperado, necessidade de pagar um conserto ou de comprar algo urgentemente para que seu negócio continue funcionando bem. Criar uma é uma maneira de garantir que você não será pego de surpresa quando as coisas dão errado e tenha maneiras de arrumá-las. 

Se você quer saber mais sobre como organizar seu dinheiro e arrumar sua vida financeira, nós temos um curso 100% gratuito para te ensinar! Se inscreva agora mesmo no nosso curso online de Educação Financeira. É fácil, rápido e você ainda conquista um certificado no final! 

Post ID: | Current Page ID: 1144

Continue lendo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, memorizar suas preferências e personalizar o conteúdo publicitário de acordo com seus interesses. Veja mais detalhes em nossa Política de Privacidade.