Busca
Agronegócio Gestão Financeira

Dinheiro esquecido em bancos: veja se você tem algo a receber

Você sabia que pode ter dinheiro a receber das diversas instituições financeiras com as quais já teve (ou tem) relacionamento? É o caso de contas correntes ou poupanças encerradas com saldo disponível, tarifas cobradas indevidamente e diversas outras situações.

Para realizar a devolução desses valores, o Banco Central disponibilizou a plataforma Sistema Valores a Receber. Por meio do site, você fica sabendo se há algum dinheiro que lhe pertence. A consulta pode ser feita por pessoas físicas e, também, jurídicas. 

Veja como fazer para saber se você tem algo a receber, e tire as principais dúvidas:

Atualização 28/02/2023

A segunda fase da consulta do Sistema Valores a Receber (SVR) do Banco Central começa nesta terça-feira, 28 de fevereiro, a partir das 10h. 

A partir desta data, as pessoas poderão consultar eventuais valores esquecidos em bancos, instituições financeiras e cooperativas. Se o resultado for positivo, a orientação do Banco Central é que a pessoa retorne ao site a partir de 7 de março para descobrir como solicitar a devolução do dinheiro.

Para saber como consultar, é só continuar lendo o artigo abaixo.

Afinal, o que é o dinheiro esquecido em bancos?

É comum que pessoas encerrem contas correntes ou poupanças e se esqueçam que nelas havia algum valor sobrando. Por vezes, trata-se de uma quantia pequena, mas o montante total não é nada desprezível: levantamento indicou haver cerca de R$ 8 bilhões a serem devolvidos para 28 milhões de pessoas físicas e jurídicas no Brasil.

Confira abaixo as principais fontes dos a valores devolvidos:

  • conta corrente ou poupança encerradas mas com saldo;
  • tarifas cobradas indevidamente;
  • parcelas ou despesas de operações de crédito cobradas indevidamente;
  • cotas de capital e rateio de sobras líquidas de ex-participantes de cooperativas de crédito; e
  • recursos não procurados de grupos de consórcio encerrados. 

Quando em janeiro de 2022, a BACEN anunciou a quantia total disponível para consulta, o sistema do Registrato caiu. O que levou ao Banco Central criar a plataforma Valores a Receber, em fevereiro.

Como descobrir se tenho algo a receber?

É bem simples. Basta acessar o site https://valoresareceber.bcb.gov.br/ e indicar seu CPF e data de nascimento (ou o CNPJ e a data de abertura de sua empresa) para consultar a existência de recursos para saque.

No entanto, atualmente, o Sistema Valores a Receber encontra-se suspenso para aprimoramento, não podendo ser feitas novas consultas. O Banco Central afirma que, em breve, será anunciada uma data de reabertura para consultas e resgate dos saldos existentes.

Como receber o dinheiro?

Havendo valores a receber, o site vai informar, automaticamente, uma nova data. Será nesse dia que você terá acesso ao valor total e poderá solicitar o saque. Enquanto espera a data agendada, a dica é você já se cadastrar no site Gov.br, gerando um login de acesso, pois ele será solicitado para realizar o saque. 

No dia agendado, volte ao site do Sistema Valores a Receber, acesse o sistema com seu login (aquele criado no site Gov.br) e indique a forma como quer receber o dinheiro (por Pix, por exemplo).

Educação Financeira: temos um curso completo e com certificado! Cadastre-se gratuitamente e comece agora.

Novas regras para 2º fase do Valores a Receber

Em outubro de 2022, o Banco Central anunciou novas regras para a segunda fase do Valores a Receber. A principal mudança em relação à fase passada é a opção de resgate do dinheiro logo na primeira consulta. Antes, era necessário que o usuário retornasse ao site em uma data específica para o agendamento do saque.

A instituição definiu também que novos recursos financeiros estarão disponíveis na próxima fase, com os valores pondendo vir de fontes diferentes. O BC, porém, ainda não revelou quais seriam estas novas fontes.

Há também novidades para aqueles que têm dinheiro esquecido e não conseguiram resgatar na primeira fase do programa. O BC garante que esses valores serão liberados novamente e mesmo quem não tenha consultado no passado vai poder resgatar.

O que acontece com quem perder a data agendada para retirada?

Não precisa se preocupar. Você poderá retornar ao site a qualquer momento e receber uma nova data de agendamento. O Banco Central garante que o correntista não perderá o direito sobre os valores em seu nome, em nenhuma situação. As instituições financeiras devem guardar esses recursos pelo tempo que for necessário, esperando até que o cidadão solicite o resgate.

Alertas sobre golpes - Dinheiro escondido

Precisa organizar as finanças do seu pequeno negócio? Confira o curso sobre Fluxo de Caixa do Portal Avançar. Você vai aprender os principais conceitos de planejamento financeiro e como implementar um fluxo de caixa eficiente. Acesse aqui.

Post ID: | Current Page ID: 4497

Continue lendo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, memorizar suas preferências e personalizar o conteúdo publicitário de acordo com seus interesses. Veja mais detalhes em nossa Política de Privacidade.