Busca
Agronegócio Gestão de Pessoas

Como montar um código de conduta claro e de qualidade?



Um código de conduta é uma declaração formal dos valores que compõem a ética de uma empresa. Trata-se de um elemento indispensável para transformar a cultura organizacional, elevando-a continuamente.

Listamos abaixo os principais aspectos que você deve levar em conta na elaboração do documento. Confira!

O que um bom código de conduta deve ter?

Alcance

O código de conduta deve abranger toda a organização: os fundamentos corporativos, a relação com stakeholders, a operação, seu impacto sobre a sociedade e o meio ambiente, a responsabilidade social, a saúde e a segurança do trabalhador.

Não se esqueça de levar em conta a localização geográfica e a cultura do lugar onde o seu negócio está.

Participação

Toda a equipe deve participar do processo. Se apenas algumas pessoas se envolverem na montagem do código de conduta, é provável que ocorra alguma falha, uma vez que um pequeno grupo não pode falar pela empresa inteira.

Envolva pelo menos um colaborador de cada área e solicite sua opinião, a fim de assegurar o comprometimento de todos. É essencial pedir feedback mesmo após a implementação. Isso ajuda a corrigir qualquer falha que, de outra forma, poderia passar despercebida.

Engajamento

A liderança precisa ouvir o colaborador e incluir sua ideia nas normas de conduta, se for coerente. Afinal, só há vantagem em incentivar o funcionário a se engajar com as boas práticas corporativas.

Uma excelente maneira de aumentar o engajamento é oferecer um treinamento sobre a importância da ética no ambiente de trabalho.

Dicas para montar um bom código de conduta

Embora o conteúdo do documento possa variar de acordo com a prioridade da empresa, as seguintes dicas podem ser úteis:

  • revise o código de conduta de algum negócio similar. Leia-o com atenção em busca de algo que se aplique à sua realidade;

  • releia qualquer outro documento relevante da sua empresa, como a declaração de missão ou as informações passadas ao funcionário recém-contratado. Elas costumam incluir o uso da internet, telefone, reciclagem e economia de energia, por exemplo. Isso tudo serve de guia para o código;

  • reflita sobre qualquer dilema ético que a sua organização enfrenta. Lembre-se de que esse tipo de problema depende bastante do seu segmento de atuação;

  • aborde toda questão própria ao local de trabalho, como o relacionamento entre colegas de trabalho, nepotismo ou outro conflito de interesse que julgar relevante;

  • atribua a um funcionário a responsabilidade pela compilação dos itens do código de conduta. Qualquer recurso necessário para a execução da tarefa deve ser garantido. Esse profissional precisa ser capacitado para isso e conseguir se comunicar abertamente com a equipe.

O último passo é solicitar auxílio jurídico. Consulte um advogado de confiança antes que o código de conduta entre em vigor. Assim, você pode realizar qualquer alteração necessária no documento.

Post ID: | Current Page ID: 5637

Continue lendo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, memorizar suas preferências e personalizar o conteúdo publicitário de acordo com seus interesses. Veja mais detalhes em nossa Política de Privacidade.