Busca
Agronegócio Gestão de Pessoas

Autocapacitação: 3 artigos para auxiliar na gestão de pessoas durante a pandemia

O trabalho remoto, a digitalização de processos, a insegurança em relação aos acontecimentos. Esses são apenas alguns exemplos dos desafios que pessoas e empresas estão lidando durante a pandemia do coronavírus no Brasil e no mundo. Para quem ocupa um cargo de gestão em uma empresa, o tema gestão de pessoas se torna ainda mais relevante, já que a necessidade de adaptação e as incertezas têm se mostrado presentes nas equipes.

Para auxiliar na capacitação de gestores para o momento atual, selecionamos três artigos da Harvard Business Review que trazem reflexões e orientações sobre gestão de pessoas. Confira a seguir.

1) "Seu funcionário testou positivo para a Covid-19. O que fazer?"

Com o avanço da pandemia no país, os números de casos se multiplica a cada dia. Por isso, é importante estar preparado para lidar com um eventual diagnóstico positivo entre os funcionários da sua empresa. 

Alisa Cohn, coach para executivos e especializada em trabalhos com as empresas da Fortune 500 e startups eminentes, publicou um artigo na Harvard Business Review com orientações práticas e, sobretudo, humanas para gestores saberem a melhor forma de agir. "Este é um desafio especialmente complexo. A circunstância não só requer sensibilidade e caridade, como também pede que você, como gestor, aja rápido", afirma Cohn na publicação.

O artigo na íntegra está disponível aqui.

2) "As pequenas coisas que fazem os funcionários se sentirem valorizados"

A rotina do home office pode ser uma novidade para muitos colaboradores e gestores. Com isso, o sentimento de valorização -- e o consequente ganho de produtividade e engajamento -- pode sofrer impactos negativos. Para demonstrar que os seus funcionários são valorizados, atitudes simples podem e devem fazer parte do dia a dia, principalmente agora.

"O que descobrimos foi que, embora os líderes acreditem que seja desafiador demonstrar seu reconhecimento, na opinião dos funcionários, essa é uma tarefa bem simples", afirmam Kerry Roberts Gibson, Kate O'Leary e Joseph R. Weintraub em artigo da Harvard Business Review. Kerry Roberts Gibson é professora assistente na Divisão de Gestão do Babson College, Kate O’Leary é diretora de remuneração, recompensas e engajamento de clientes no Escritório de Recursos Humanos do Babson College, e Joseph R. Weintraub é professor de Gestão na Babson College e fundador e diretor do Programa de Coaching para liderança e trabalho em equipe do Babson.

O artigo está disponível na íntegra aqui.

3) "Gestão de pessoas não é com o RH!"

O artigo, publicado em 2015, apresenta reflexões interessantes e relevantes para o contexto de 2020. O consultor e sócio da Valuepoint, José Luiz Bichuetti, compartilha na publicação da Harvard Business Review sua visão sobre gestão de pessoas. "Gente é o ativo mais importante nas organizações: é o propulsor que as move e lhes dá vida", afirma ele, que também é membro do Global Board da Harvard Business School Alumni Association.

Bichuetti defende que "presidentes e gestores têm papel fundamental na atração, retenção e na administração de pessoas" e que a área de recursos humanos não deve ser a única a se preocupar com o tema. O setor, para o consultor, deve ser visto como algo maior, "uma área estratégica que deve ser parceira de negócios dentro da organização".

Para acessar o artigo na íntegra, clique aqui.

Quer ter acesso a outros conteúdos sobre gestão de pessoas? Confira as notícias e artigos publicados no nosso portal e prepare a sua empresa.

Continue lendo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, memorizar suas preferências e personalizar o conteúdo publicitário de acordo com seus interesses. Veja mais detalhes em nossa Política de Privacidade.