Coronavírus: quais cuidados você deve ter na sua empresa

Evolução do número de casos do COVID-19, o novo coronavírus, requer medidas para proteção

Imagem: Envato Elements

12/03/2020

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou, na última quarta-feira (11/03), pandemia para o COVID-19, infecção causada pelo novo coronavírus. Embora a família de vírus que causa infecção respiratória já tenha sido registrada nas últimas décadas, esse novo agente do coronavírus foi descoberto na China no fim de 2019 e tem se espalhado com rapidez pelo mundo.

No Brasil, o número de casos chegou a 60, de acordo com informações divulgadas pelo Ministério da Saúde na manhã desta quinta-feira (12/03).

Para se proteger da epidemia, a recomendação é adotar alguns cuidados. São eles:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabonete, use um desinfetante para as mãos à base de álcool;
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
  • Cobrir a boca e o nariz com um lenço de papel ao tossir ou espirrar.

SINTOMAS

Os sintomas que devem ser monitorados, de acordo com informações do Ministério da Saúde, são:

  • Febre (acima de 37,8ºC);
  • Tosse;
  • Dificuldade para respirar.

Caso esses sintomas sejam identificados, é necessário buscar apoio médico.

O Ministério da Saúde também alerta que "a febre pode não estar presente em alguns casos como, por exemplo, em pacientes jovens, idosos, imunossuprimidos ou que em algumas situações possam ter utilizado medicamento antitérmico". Nestas situações, a avaliação clínica deve ser levada em consideração e a decisão deve ser registrada na ficha de notificação.

EM CASOS DE SUSPEITA, O QUE FAZER?

Os sintomas da doença causada pelo novo coronavírus são similares aos da gripe: tosse, coriza e febre. A maioria das pessoas (cerca de 80%) se recupera da doença sem precisar de tratamento especial, de acordo com informações do Ministério.

A COVID-19 geralmente é uma doença leve ou moderada, mas alguns casos podem ficar graves. Alguns pacientes podem apresentar cansaço, dores no corpo, mal estar em geral, congestão nasal, corrimento nasal, dor de garganta ou dor no peito. Esses sintomas geralmente são leves e começam gradualmente.

De acordo com o Ministério da Saúde, "algumas pessoas são infectadas, mas não apresentam sintomas ou apresentam sintomas leves, quase imperceptíveis". Pessoas idosas e portadoras de certas condições crônicas como pressão alta, doenças cardiovasculares e diabetes têm um risco maior de desenvolver a forma grave.

QUEM DEVE BUSCAR ATENDIMENTO

Pessoas com febre, tosse e dificuldade de respirar devem procurar atendimento médico imediato. É necessário utilizar uma máscara como forma de prevenir a dispersão de gotículas respiratórias ao tossir, espirrar ou falar, combinando com a lavagem ou higienização das mãos.

Após o atendimento, deve-se seguir as orientações médicas, evitando frequentar ambientes públicos ou mesmo de trabalho, buscando permanecer em casa até o desaparecimento dos sintomas. Isso irá prevenir a propagação do vírus e a ocorrência de novas infecções.

APLICATIVO

Em 29 de fevereiro, o Ministério da Saúde lançou o aplicativo Coronavírus-SUS com o objetivo de conscientizar a população sobre a Doença pelo Coronavírus (COVID-19). Lá, é possível encontrar:

  • Informativos de diversos tópicos como os sintomas, como se prevenir, o que fazer em caso de suspeita de infecção e etc;
  • Mapa indicando unidades de saúde próximas;
  • Em caso de suspeita de infecção, o cidadão pode conferir se os sintomas são compatíveis com o do Corona, e caso seja será instruído e encaminhado para a unidade de saúde básica mais próxima;
  • Área de notícias oficial do Ministério da Saúde com foco no Coronavírus.

O aplicativo Coronavírus-SUS está disponível para celulares com sistema operacional Android e iOS.

PAÍSES

Atualmente, ao menos 115 países têm casos da doença, segundo a Agência Brasil. A lista atualizada de países com transmissão local está disponível aqui. Os que possuem maior número de casos, de acordo com dados mais recentes, são:

Países Número de casos confirmados
China 80.955
Itália 10.149
Irã 8.042
Coreia do Sul  7.755
França  1.774
Brasil 60