Dicionário: 46 termos em inglês que todo empreendedor deve saber

Preparamos um dicionário inglês com os jargões que todo empreendedor precisa conhecer. Confira.

Publicado em 22/12/2020

Foto: Envato Elements

Você utiliza em sua rotina termos como "gap", “brainstorm” e "role model"? No mundo do empreendedorismo, é muito comum que reuniões e conversas sejam recheadas de palavras e jargões em inglês. Pensando nisso, preparamos um dicionário inglês do empreendedor, com as expressões que você precisa ter na ponta da língua. Confira:

Tenha acesso a conteúdos exclusivos para acelerar os seus negócios! Cadastre-se gratuitamente em nosso portal e confira
Tenha acesso a conteúdos exclusivos para acelerar os seus negócios! Cadastre-se gratuitamente em nosso portal e confira

1. Benchmarking
Método de comparação de serviços, produtos e práticas que buscam superar a concorrência e aprimorar as funções e processos de uma empresa.

2. Brainstorm
Reunião ou conversa feita para trocar e debater ideias.

3. Break-even
É quando a empresa consegue se sustentar sozinha: quando os custos são iguais às receitas.

4. Briefing
Dados e informações que vão dar suporte para a criação de um roteiro de ação para determinado trabalho ou atividade.

5. Budget
Orçamento empresarial.

6. Burn rate
Literalmente, velocidade de combustão. Traduzindo para o jargão empresarial, é a velocidade com a qual uma companhia consome os recursos financeiros disponibilizados por seus empreendedores e investidores.

7. Business plan
Plano de negócios.

8. Business to business (B2B)
Comércio feito entre empresas, sem a participação do consumidor final.

9. Business to customer (B2C)
Comércio realizado diretamente entre a empresa e o consumidor final.

10. Chairman
Presidente do conselho que dirige a organização.

11. Chief Executive Officer (CEO)
Cargo mais alto da empresa. Pode ser chamado também de presidente, diretor geral, entre outros. Quando existem os dois, o presidente exerce um cargo mais alto.

12. Chief Financial Officer (CFO)
Diretor de finanças.

13. Chief Human Resources Officer (CHRO)
Diretor de recursos humanos.

14. Chief Marketing Officer (CMO)
Diretor de marketing.

15. Coaching
Processo de treinamento com metas bem definidas e uma relação de comprometimento com os resultados.

16. Core business
Negócio principal, o “coração” da iniciativa empresarial. Expressão usada para se referir à principal “razão de ser” de uma empresa.

17. Coworking
Local de trabalho (escritórios, galpões, plantas industriais, cozinhas profissionais, oficinas, etc.), compartilhado por diversas empresas ou empreendedores.

18. Crowdfunding
Obtenção de recursos financeiros por meio de financiamentos coletivos via plataformas online.

19. Crowdsourcing
Recurso frequentemente usado para criação, produção e desenvolvimento de ideias, produtos ou conteúdos com a contribuição de um grupo de pessoas.

20. Customer Relationship Management (CRM)
Gestão de Relacionamento com o Cliente. Conjunto de ferramentas que visam criar e manter um bom relacionamento com o consumidor.

21. Deadline
Prazo máximo para a entrega de determinada atividade ou trabalho.

22. Feedback
Avaliações e comentários feitos ao funcionário sobre seu desempenho profissional.

23. Follow-up
Acompanhamento de tarefas determinadas em alguma conversa, reunião ou solicitação.

24. Forecast
Previsão. Quando usado para vendas, significa a estimativa de vendas futuras. Quando aplicado para orçamento, significa os ajustes feitos no orçamento inicialmente previsto, diante de mudanças de cenário (positivas ou negativas).

25. Gap
Refere-se a algo que ainda precisa ser preenchido ou desenvolvido. Por exemplo, gap tecnológico entre países significa que um país tem mais avanço no desenvolvimento tecnológico do que uma outra nação.

26. Headhunter
Pessoa ou empresa especializada em encontrar profissionais talentosos.

27. Inclusive Business
Negócio inclusivo, ou seja, iniciativa economicamente rentável, além de ambiental e socialmente responsável, que oferece produtos e serviços para melhorar a qualidade de vida de pessoas com maior vulnerabilidade social.

28. Job rotation 
Rodízio de funções promovido pela companhia com a proposta de capacitar os colaboradores em diferentes setores.

29. Joint venture
Associação de empresas que tem como objetivo explorar atividades econômicas em comum.

30. Know-how
Saber como fazer alguma coisa. Ou seja, conhecimento adquirido através da experiência em determinado tema ou área.

31. Lean startup
Método de desenvolvimento de produtos e mercados com agilidade, velocidade e interação com os clientes.

32. Meetup 
Encontro informal de empreendedores ou executivos que procura realizar networking e discutir assuntos de negócios de uma maneira descontraída.

33. Mentoring
Processo de mentoria. O mentor é como um mestre que ajuda no desenvolvimento profissional de outra pessoa. O mentoring inclui, por exemplo, conversas, conselhos e debates.

34. Networking
Estabelecer uma rede de contatos que pode ser útil profissionalmente.

35. Pitch
Discurso breve e objetivo sobre a natureza de um produto ou serviço feito pelo empreendedor, geralmente para convencer investidores sobre o potencial do seu negócio.

36. Player
Empresa que exerce alguma função em algum mercado.

37. Return On Investment (ROI)
Percentual de retorno em relação ao custo de um investimento.

38. Role model
É uma pessoa que serve como um modelo de sucesso para outras.

39. Shareholder 
Acionista da empresa.

40. Spin-off
Processo de divisão entre companhias e o surgimento de um novo negócio a partir de um grupo já existente.

41. Spread
Taxa de risco.

42. Staff meeting
Reunião de equipe.

43. Stakeholders
Pessoas impactadas por um negócio: sócios, clientes, acionistas, funcionários, entre outros.

44. Target
Objetivo a ser atingido.

45. Trend
Tendência.

46. Turnover
Rotatividade de mão de obra.

Extra: mais 10 termos muito utilizados em startups

1. Bootstrapping
Situação em que o empreendedor não capta recursos de terceiros para financiar o seu projeto e usa 100% de recursos próprios para iniciar seu negócio.

2. Customer development
Processo de criação de produto ou serviço que testa sucessivamente o mercado e ouve potenciais clientes durante cada passo do desenvolvimento, visando identificar quais variáveis impactam positiva ou negativamente em sua aceitação.

3. Growth capital
É o investimento que visa promover o crescimento de uma startup, depois dela ter se provado viável.

4. Hackaton
Competição organizada para unir criadores de produtos ou soluções. São formados grupos que devem trabalhar para alcançar uma solução para o problema levantado. Ao final, um grupo é premiado.

5. Inbound maketing
É a estratégia marketing que oferece informações, materiais e dicas para potenciais clientes, sem mirar diretamente a concretização de uma venda ou contratação de serviço, mas para criar um relacionamento do consumidor com a marca ou empresa, visando que a decisão pela aquisição aconteça de forma espontânea.

6. Kick off meeting
É a reunião “de largada” ou “de lançamento” de uma iniciativa ou de uma campanha interna. É realizada após as reuniões e tarefas de planejamento e de criação. É o momento para uma apresentação geral envolvendo as diferentes equipes ou pessoas responsáveis para o alinhamento de conceitos, objetivos, metas e principais atividades. Ela marca o começo do trabalho de desenvolvimento da solução pensada ou o início das ações definidas para a campanha criada.

7. MVP (Minimum Viable Product)
É a versão mínima do produto ou serviço que se deseja oferecer ao mercado, com as funcionalidades básicas para se cumpra o desejado. A partir dele é possível testar a aceitação, eficiência e usabilidade, além de já poder começar a aproveitar a experiência do usuário para definir novas funcionalidades.

8. Seed capital
É o investimento capitado na fase de nascimento de uma startup ou empresa, voltado para viabilizar os passos iniciais da iniciativa.

9. Software-as-a-service (SaaS)
É a contratação de um software por meio de uma assinatura ou taxa de utilização.

10. Startup
Empresa rentável, com produtos ou serviços com alto grau de inovação e escaláveis (ou seja, que podem ser comercializados ou utilizados por um grande número de pessoas sem a necessidade de grandes mudanças em sua estrutura básica inicial).

Quer saber mais sobre negócios internacionais? Cadastre-se no nosso portal gratuitamente e assista ao curso online do Programa Avançar sobre o tema.