Busca
Agronegócio Gestão Financeira

Auxílio Brasil ou Bolsa Família: Como se cadastrar em 2023

O que você precisa saber: 

  • O Auxílio Brasil volta a se chamar Bolsa Família a partir de março de 2023; 

  • Famílias que tem renda de até R$218 por pessoa tem direito ao benefício; 

  • O cadastro é feito no CadÚnico e o benefício é dado de maneira automática pelo Governo Federal para quem tem direito. 

O Auxílio Brasil continua em 2023, mas voltará a se chamar Bolsa Família. O benefício, que existe para combater a pobreza e a fome no Brasil, também passa por outras mudanças e é muito importante que você saiba como ele funcionará agora. 

Por isso, nós do Prospera preparamos esse artigo para te mostrar tudo o que você precisa saber sobre as mudanças no antigo Auxílio Brasil e como você pode se cadastrar nele em 2023. Leia agora! 

O que é Auxílio Brasil? 

O Auxílio Brasil é o nome que o Bolsa Família teve entre os anos de 2021 e 2023. Em março de 2023, o programa voltou a se chamar Bolsa Família, nome que teve desde sua criação, em 2003. 

Por isso, quando falamos sobre Bolsa Família, estamos falando sobre Auxílio Brasil e vice-versa. 

O que é Bolsa Família? 

Criado em 2003, o Bolsa Família é um programa do Governo Federal para transferência de renda para famílias de baixa renda e em situação de extrema pobreza.  

Ou seja, ele é uma maneira que o Governo Federal encontrou para contribuir para que famílias pobres consigam complementar sua renda e, assim, possam comprar coisas de necessidade básica, como comida e itens de higiene. 

Como o Bolsa Família vai funcionar? 

Toda família beneficiária do Bolsa Família (antigo Auxílio Brasil) receberá, no mínimo, R$600. Esse valor pode aumentar de acordo com a quantidade de crianças de até 6 anos, gestantes ou crianças entre 7 e 18 anos na família. 

No caso de famílias com crianças de até 6 anos, as famílias receberão um adicional de R$150 por criança, em uma ação chamada Benefício Primeira Infância. Já em famílias que tenham crianças entre 7 e 18 anos e gestantes receberão um adicional de R$50 por pessoa, o Benefício Variável Familiar. 

Mas, para receber o benefício, as famílias devem cumprir algumas exigências. 

São elas: 

  • Manter a frequência escolar das crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos; 

  • Fazer o acompanhamento de peso e altura (acompanhamento nutricional) de crianças de até 6 anos; 

  • Ter a carteira de vacinação das crianças e adolescentes em dia, com os imunizantes previstos no Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde; 

  • No caso de gestantes, realizar o acompanhamento pré-natal, ou seja, as consultas e exames durante a gravidez para saber se tudo está bem tanto com a mãe quanto com o bebê. 

Quem tem direito ao Auxílio Brasil 2023? 

Para ter direito ao Bolsa Família (antigo Auxílio Brasil), as famílias devem ter renda de até R$218 por pessoa. 

Ou seja, quando o salário de todas as pessoas que moram na casa for somado e dividido pela quantidade de pessoas que moram na casa, o resultado deve ser menor do que R$218. 

Para descobrir se você tem direito ao Bolsa Família, basta usar a seguinte fórmula: 

Salário + Salário / Pessoas da família 

Como posso me cadastrar no Auxílio Brasil 2023? 

Para se cadastrar no Bolsa Família (antigo Auxílio Brasil), é necessário estar cadastrado no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e ter os dados corretos e atualizados. 

Com esse cadastro, as famílias que têm direito ao benefício são selecionadas automaticamente — segundo dados do governo, 694.245 mil famílias preenchiam os requisitos para receber o Bolsa Família, mas não estavam cadastradas e, agora, passarão a receber os valores a partir de março de 2023. 

Como se cadastrar no CadÚnico? 

Para se cadastrar no CadÚnico, é preciso se dirigir até um posto de atendimento da assistência social da cidade e levar os documentos pedidos. 

Os documentos podem variar de cidade para cidade, mas, segundo o site do Governo Federal, é obrigatório ter em mãos os seguintes documentos para se cadastrar: 

  • CPF ou Título de Eleitor para o responsável pela família; 

  • Certidão de Nascimento ou Certidão de Casamento ou CPF ou RG ou Carteira de Trabalho ou Título de Eleitor para os demais membros da família. 

Para saber onde é o CadÚnico da sua cidade, é preciso entrar em contato com a prefeitura. 

Quer ganhar um dinheiro extra para completar o dinheiro do Bolsa Família? Descubra em nosso blog como ganhar um dinheiro a mais trabalhando como manicure e pedicure

Post ID: | Current Page ID: 5899

Continue lendo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, memorizar suas preferências e personalizar o conteúdo publicitário de acordo com seus interesses. Veja mais detalhes em nossa Política de Privacidade.