Como escolher bons fornecedores para seu pequeno negócio

Saiba como fazer uma boa seleção

Publicado em 22/10/2020

Foto: Envato Elements

O sucesso de uma boa ideia para abrir um negócio depende de contar com bons fornecedores que ajudem para que tudo funcione bem. A escolha dos fornecedores impacta no fluxo de caixa, no planejamento de estoques, na formação de preço e até na fidelização do cliente. Basta pensar em uma hamburgueria e imaginar o quanto a qualidade, o preço, a pontualidade na entrega, o atendimento à demanda e o prazo de pagamento das carnes adquiridas para a confecção dos hambúrgueres impacta em todo o negócio. Por isso, vale investir tempo e evitar precipitações na escolha dos fornecedores para seu empreendimento.

Como selecionar fornecedores

A melhor forma para escolher fornecedores para seu pequeno negócio é realizar uma comparação bastante detalhada e objetiva. 

  1. Faça uma planilha com todos os tipos de fornecimentos que seu negócio precisa.
  2. Identifique pelo menos cinco potenciais fornecedores para cada necessidade (quanto mais, melhor).
  3. Faça uma pesquisa e recolha informações sobre cada potencial fornecedor. Alguns dados você pode obter com o próprio fornecedor, no site ou em um contato direto; os mais relevantes (como pontualidade), porém, você irá conseguir entrando em contato com outros clientes desse fornecedor. Por isso, vale pedir duas ou três referências e realmente utilizá-las. 
  4. Inclua cada nova informação recebida na planilha: em uma coluna coloque as informações objetivas, como, por exemplo, “atendimento das 8h às 17h por Telefone e WhatsApp” e as subjetivas, recolhidas das impressões dos outros clientes daquele fornecedor como “atendimento cordial e prestativo” ou “atendimento deixa a desejar”. Analise:
    • Qualidade do produto, matéria-prima ou serviço;
    • Atendimento;
    • Pontualidade;
    • Preço – coloque parâmetros como “abaixo da média”, “na média do mercado”, “acima da média”;
    • Prazos de pagamento – nas informações objetivas, coloque a possibilidade oferecida pelo fornecedor: “à vista”, “30 dias”, “60 dias”;
    • Prazo de entrega;
    • Capacidade de entrega em caso de aumento de demanda – conhecer a limitação do fornecedor é importante caso você precise aumentar seus pedidos no futuro. Coloque como parâmetros “alta capacidade”, “média capacidade” e “baixa capacidade”;
    • Outros itens – cada empreendimento tem características próprias, por isso, inclua outros elementos que sejam importantes para seu negócio.

Após finalizada sua pesquisa, é hora de você pontuar os fornecedores pesquisados. Adicione mais uma coluna e atribua notas de zero a dez para cada item avaliado e, depois, some as notas e divida pelo número de itens avaliados. Você pode, também, atribuir “pesos” para os critérios que considere mais relevantes, como por exemplo, realizando uma média ponderada. Pronto! Você agora tem um ranking dos fornecedores pesquisados e poderá tomar a melhor decisão. Além disso, terá facilmente uma pré-seleção de fornecedores caso seja necessário mudar de fornecedor ou passar a ter mais de um fornecedor para determinada necessidade. Por isso, mantenha esta planilha sempre em mãos.

Depois de escolher fornecedores

Após encontrar o melhor time de fornecedores para seu negócio, é importante estabelecer – e manter – uma relação de parceria com cada um deles. Procure encontrar alguém que seja seu contato no fornecedor e apresente seu negócio. Isso ajuda o fornecedor a encontrar soluções mais adequadas e lhe avisar sobre novos produtos e serviços que sirvam para seu negócio. 

Além disso, procure sempre incluir novos potenciais fornecedores na sua planilha, realizando a mesma análise. Peça indicações a amigos e aos seus funcionários e fique de olho se não surge alguém na sua vizinhança. 

Finalmente, revise periodicamente a sua planilha de fornecedores e potenciais fornecedores, incluindo, claro, inclua suas próprias impressões obtidas com sua própria experiência com os fornecedores escolhidos. A periodicidade ideal para isso varia de negócio para negócio. Se você atua em um ramo muito dinâmico, com novos ingressantes no mercado surgindo a todo momento, talvez valha a pena reavaliar seus fornecedores a cada seis meses; do contrário, faça uma nova avaliação a cada ano. Pode haver, também, momentos que demandem uma reavaliação emergencial, como uma situação que afete o mercado de determinados fornecedores. É o caso da pandemia do coronavírus: é necessário ficar mais próximo dos fornecedores e entender como eles estão conseguindo lidar com a situação. Saiba mais como agir ouvindo o Episódio 3 do podcast Avançar “Superamos Juntos”. O programa traz diversas dicas sobre o que considerar na cadeia produtiva nesse momento complexo, além de falar sobre o uso adequado de crédito. Vale a pena ouvir na íntegra, mas se quiser ir direto ao ponto que fala sobre a relação com fornecedores, ouça o intervalo entre 9’23” e 11’40”.

Para ouvir o podcast clique aqui e cadastre-se

Sonha em abrir o próprio negócio? O Santander te apoia! O Programa Avançar oferece orientação e apoio a empreendedores de todo o país. Cadastre-se em nosso portal e acesse conteúdos exclusivos. É gratuito!