Busca
Agronegócio Gestão Financeira

Os 4 erros mais comuns de Gestão Financeira e como evitá-los

Abrir uma empresa hoje não é mais tão fora da realidade das pessoas como antigamente, mas é preciso saber administrá-la bem. Caso contrário, um descuido qualquer é o suficiente para colocar em xeque a saúde dos negócios.

Planejamento e organização devem ser as palavras de ordem para que as operações prosperem e o empresário evite dores de cabeças desnecessárias. Ou, ainda, tenha a triste tarefa de anunciar o fechamento das portas.

Para não ter esse dissabor, deve-se estar atento à prevenção de alguns erros comuns nas finanças de diversas pequenas e médias empresas. Fique ligado e veja como evitar:

1. Deixar de fazer o fluxo do caixa

O fluxo do caixa deve ser atualizado constantemente, para que o empresário não seja surpreendido com erros de gestão financeira que podem comprometer os negócios no futuro. Tarefa básica de qualquer empresa, a conferência dos extratos bancários e das planilhas não pode deixar de ser realizada.

Mais do que isso, distinguir valores gerados em vendas dos destinados às despesas também é essencial, bem como detalhar o fluxo do caixa, com o objetivo de obter dados estratégicos sobre fornecedores e clientes. Essa medida ajuda a enxergar com mais clareza a rotina financeira da empresa.

2. Não monitorar prazos de vencimentos

Em meio a uma avalanche de contas, pode ser comum atrasar pagamentos mensais, inclusive de altos valores. A falta de controle de vencimentos acarreta em multas, taxas e juros. Em muitos casos é necessário mexer em dinheiro que já tinha outro destino para honrar com o débito. Se a falha se repetir com frequência, pode resultar em uma “bola de neve”, deixando o estabelecimento endividado.

3. Falta de controle de estoque

O produto oferecido por sua empresa é o principal gerador de renda para manter o negócio em ascensão. Portanto, são grandes as chances de prejuízo se não houver controle de estoque. Atente-se para não deixar muitos itens parados ou em falta.  

No primeiro exemplo, a companhia acumulará perdas financeiras por ter produto estagnado na prateleira, enquanto no segundo perderá vendas. O ideal é equilibrar, mantendo a quantidade adequada de produtos conforme a demanda.

4. Não se importar com o capital de giro

Investimento é o principal recurso para o crescimento do negócio. Não levar em consideração o capital de giro, portanto, pode se tornar um grave problema de gestão financeira para a sua empresa.

Saiba mais sobre o Programa Avançar

Com foco no desenvolvimento do empreendedor, trazemos uma série de conteúdos que auxiliam na gestão do seu negócio. Além de vídeospodcasts e ebooks atualizados com as novidades do mercado, o Avançar oferece uma série de cursos com foco no empreendedor, entre eles: Curso de Educação FinanceiraCurso de Crédito e Curso para MEI.  

Comece agora mesmo seu curso gratuitamente e ganhe um certificado digital. Cadastre-se!

Post ID: | Current Page ID: 5637

Continue lendo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, memorizar suas preferências e personalizar o conteúdo publicitário de acordo com seus interesses. Veja mais detalhes em nossa Política de Privacidade.