Busca
Agronegócio Empreendedorismo

Jovem empreendedor: como começar sem experiência

Foto: Envato Elements

Hoje o sonho do jovem - em linhas gerais - não é mais ingressar em uma empresa de grande porte e passar anos e anos até chegar à uma posição de liderança. O jovem, até mesmo antes de sair da universidade, já quer colocar a mão na massa, se possível sendo 'CEO' do seu próprio negócio. O caminho não é fácil, nem tranquilo, mas com disciplina, determinação, ideias e resiliência, é possível ter sucesso. 

Este artigo vai mostrar um pouco deste cenário em que cada vez mais jovens estão optando pelo empreendedorismo em todos os segmentos. Confira e entenda porque este movimento que é mundial, chegou de vez ao Brasil. Boa leitura. 

Aqui você vai ver: 

  • Conhecimento: o início de tudo 
  • Não limite seu horizonte 
  • Propósito e valores são fundamentais 
  • Teste sua ideia: invista no MVP 
  • Experiência não é igual a anos de trabalho 
  • E cuidado com o impulso!

Conhecimento: o início de tudo 

Na era do conhecimento, existe muita informação e relaxe, você (e qualquer um) é incapaz de absorver tudo que há disponível. O importante é ter em mente que para crescer, o conhecimento gerado pelo desenvolvimento, é fundamental. Para qualquer negócio, investir em educação e aprendizado pode ser decisivo para empreender sem experiência e até mesmo após já possuir certa experiência, afinal, conhecimento nunca é demais. Estude, faça cursos, converse com quem já empreendeu e amplie ao máximo a sua busca por informações. 

Se você quer abrir um negócio na área de tecnologia porque conhece programação, por exemplo, lembre-se de que você vai precisar de conhecimentos em marketing, gestão de pessoas, e, claro, contabilidade.  

Acesse o nosso curso online gratuito: Empreendedorismo: como investir no seu negócio

Não limite seu horizonte

A dica é: vá atrás de quem detém o conhecimento e não se limite nunca. Aproveite o cenário de colaboração que temos e converse com outros empreendedores. Procure saber quais foram os principais erros e acertos pelos quais eles passaram quando estavam criando seus negócios.   

Ao procurar cursos, dê preferência aos que ofereçam espaço para mentes criativas e empreendedoras, que fornecem estrutura para ajudar seu negócio a nascer. Foque em graduações ou especializações em que o Empreendedorismo e a Criação de Negócios façam parte do currículo. 

Propósito e valores são fundamentais 

Além de estar bem capacitado para empreender o seu negócio é importante estar alinhado ao propósito (ter um) e valores consistentes. Muitas vezes, a opção pelo empreendedorismo se dá a partir do desejo de uma vida com mais flexibilidade em relação ao tempo de trabalho e mais liberdade e autonomia na tomada de decisões. Mas, além disso, você precisa ter uma noção muito clara do porquê você quer que sua empresa exista, quem ela vai atender e quais soluções vai oferecer aos clientes.  

A pergunta chave é: o que eu quero fazer me deixa feliz? Está alinhado aos meus valores e meu propósito de vida? Daqui alguns anos vou me orgulhar do que estou fazendo?

Teste sua ideia: invista no MVP

O MVP (Mínimo produto viável) nada mais é do que antecipar o lançamento do produto / serviço entregando ao público etapas do desenvolvimento. Dessa maneira, não se investe tempo e recursos em algo que pode ser refutado pelo consumidor. O MVP permite que o empreendedor tenha clareza da validade e aderência da sua iniciativa com seu público. 

Cada vez mais a prototipagem e o teste de mercado para apenas algumas features do produto ou em um pequeno mercado podem estabelecer a inteligência para continuar o desenvolvimento. Lembre-se: ideias de sucesso não nascem prontas. Precisam ser desenvolvidas e testadas. Sempre.

Experiência não é igual a anos de trabalho

Esteja sempre atento a todas as oportunidades para experienciar. Desenvolva um método próprio para criar momentos - que podem ser mentorias, leituras, viagens, estágios etc.  

Outro ponto importante não diz respeito ao seu desenvolvimento, mas sim a experiência do usuário final. Experimentar e abrir espaço para compartilhamento, sempre foi um excelente argumento de desenvolvimento continuado.

Última dica: Pense cada passo que vai dar

Não é porque você não aguenta mais o lugar onde está trabalhando que você vai sair correndo e abrir um negócio, considerando principalmente o fato de que começar um negócio do zero exige calma, você precisa planejar. E pesquisar as reais chances de sucesso do seu empreendimento. Se torne um empreendedor consciente, porque você enxerga a possibilidade de alcançar objetivos e oferecer soluções que não conseguiria estando no atual emprego. Agir por impulso pode prejudicar muito seu negócio e, até, abreviar a sua existência. 

Por melhor que seja o seu projeto, ele vai levar um tempo até ser sustentável. Além de uma poupança para você não depender do seu negócio nos primeiros tempos, é possível que você precise ter um capital de giro para investir em equipamentos ou contratar funcionários.

Quer saber mais sobre o empreendedorismo jovem?

Continue lendo nossos artigos sobre Empreendedorismo, Abertura de Empresas e Contabilidade aqui no Programa Avançar e no Blog da Contabilizei, nosso parceiro nesse conteúdo. Boa leitura!

 

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, memorizar suas preferências e personalizar o conteúdo publicitário de acordo com seus interesses. Veja mais detalhes em nossa Política de Privacidade.