Busca
Agronegócio Inovação & Tecnologia

Entenda o que é Open Insurance e seus impactos no mercado

A tecnologia chegou para ficar no mercado financeiro. A agenda de inovação do Banco Central começou em 2020 uma revolução com o Pix que nos mostra como o ambiente digital pode, cada vez mais, colaborar com agilidade, segurança e transparência nos processos financeiros.

Além do Pix, o Open Banking também é outra novidade que visa mais autonomia do uso de dados financeiros por parte do cliente, beneficiando no acesso a ofertas e produtos bancários. Seguindo essa linha e tendo em vista uma ampliação para o setor de seguros, o Open Insurance também promete revolucionar o acesso aos benefícios do mercado segurador. Quer saber ainda mais? Acompanhe com a gente:

  • O que é Open Insurance
  • Como vai funcionar no Brasil
  • Quais os impactos no mercado de seguros

O que é Open Insurance

Como já falamos, o mercado financeiro no Brasil está passando por um dos momentos mais favoráveis ao surgimento de novas tecnologias.

Com os novos conceitos de Open Banking e Open Finance, podemos dizer que o sistema financeiro aberto é uma realidade que irá atingir outros segmentos do mercado, e um deles é o de seguros, que pretende ser tão inovador quanto.

Mas afinal, o que é o Open Insurance? Seguindo a mesma ideia do Open Banking, o Open Insurance se trata de um sistema que reúne diversas instituições do mercado de seguros num ambiente padronizado de serviços e dados. Sendo assim, as empresas participantes poderão criar seus produtos e aplicativos e disponibilizar aos usuários, que terão uma melhor experiência e facilidade de acesso aos benefícios ofertados.

O conceito de Open Insurance tem como base 3 fundamentos:

Inovação Aberta

Disponibilização de dados e serviços de forma padronizada e integrada, permitindo a criação e o desenvolvimento de novas soluções para todas as instituições de seguros e previdência envolvidas.

Experiência Digital

Utilização de novas tecnologias e da transformação digital no mercado segurador, como o Big Data e Inteligência Artificial, trazendo uma melhor experiência digital para usuários e facilitando os processos das corretoras de seguros. Sendo assim, proporcionando uma maior agilidade no uso de serviços e dados e na oferta de produtos customizados para atender as principais necessidades dos clientes.

Novos Modelos de Negócios

Com a Inovação Aberta e as Experiências Digitais, cada vez mais, novos modelos de negócios surgirão e beneficiarão o mercado segurador.

Dessa forma, podemos resumir que o Open Insurance, na prática, tende a ser um sistema que viabiliza que as instituições do setor de seguros trabalhem em conjunto, oferecendo melhores produtos e uma nova experiência aos seus clientes, a partir da inovação em aplicações, serviços e modelos de negócio.

Como vai funcionar no Brasil

Como já comentamos anteriormente, o Open Insurance vai funcionar como uma plataforma integrada, onde dados e produtos das empresas participantes serão disponibilizados de forma padronizada, o que será possível a partir do uso das APIs (Application Programming Interfaces).

As APIs são protocolos padronizados de integração que permitem o compartilhamento de dados. Sendo assim, as diferentes instituições financeiras, como corretoras e seguradoras, bancos, fintechs poderão se beneficiar da plataforma, com seguro e livre acesso aos produtos e serviços umas das outras. Além disso, também podendo ofertar diferentes combinações de soluções aos seus clientes.

No Brasil, além de promover uma maior concorrência, também ampliará a penetração das empresas, que passarão a ter uma maior cobertura na oferta de seus produtos.

A Susep (Superintendência de Seguros Privados) já deu início à regulamentação do Open Insurance no Brasil, conforme previsto no seu Plano de Regulação para 2021. Ou seja, em breve teremos muitas novidades sobre o tema no país.

Quais os impactos no mercado de seguros

Em poucas palavras, o Open Insurance promete uma maior democratização do acesso a produtos de seguros e previdência. E esse sistema promoverá um impacto grande no mercado, já que promove a transformação da concorrência num setor tão tradicional como o de seguros.

Como já colocamos anteriormente, haverá uma padronização técnica do uso de dados para a implementação do Open Insurance, esse já é um impacto muito grande a ser considerado a partir do momento que será criado um ambiente padronizado para o setor.

Ou seja, podemos dizer que os impactos serão relevantes e tendem a promover cada vez mais benefícios para todos, pois possibilitará a abertura de mercados e a especialização no fornecimento de produtos e soluções para seus clientes. Sendo assim, alguns dos impactos positivos são: maior agilidade dos processos, otimização das operações, novas possibilidades de negociação e parcerias.

Gostou de conhecer o Open Insurance? A transformação digital veio para ficar e revolucionar de um jeito simples o nosso acesso aos produtos financeiros, não é mesmo? Continue acompanhando as novidades com o Programa Avançar e saiba mais!

Conheçao Programa Avançar   

Com foco no desenvolvimento do empreendedor, trazemos uma série de conteúdos que auxiliam na gestão do seu negócio. São cursos online e podcasts, atualizados com as novidades do mercado, dentre outras vantagens exclusivas:   

>> Cadastre-se gratuitamente no Programa Avançar e fique por dentro <<

Continue lendo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, memorizar suas preferências e personalizar o conteúdo publicitário de acordo com seus interesses. Veja mais detalhes em nossa Política de Privacidade.