Busca
Agronegócio Empreendedorismo

Startups: 5 características que as diferenciam de um negócio tradicional

Uma empresa emergente. Assim pode ser entendido o conceito básico por trás do termo “startup”. Uma startup é uma empresa que ainda não têm totalmente definido seu modelo de negócios, porém cria uma estrutura mínima para poder testar seu produto ou serviço com seu público-alvo.

Mas, o que diferencia então, uma startup de um negócio tradicional em seu momento inicial? A resposta está na maneira como tudo acontece em uma startup, que faz com que empresas desses tipos tenham características bastante próprias. Confira:

Startups oferecem produtos ou serviços inovadores

Toda startup está baseada em algo novo ou disruptivo. Ou seja, apresenta para o mercado um produto ou serviço que ainda não estava disponível no mercado como um todo ou era inacessível para determinado público. Por exemplo: o táxi já existia há muito tempo, porém a Uber abriu a possibilidade de motoristas particulares oferecerem esse serviço.

Experimentação e tolerância ao erro 

Uma startup está em constante experimentação, testando hipóteses e buscando validá-las com potenciais clientes/usuários. Por isso, há grande tolerância ao erro. É permitido testar e falhar. Em uma startup, é mais importante corrigir o erro rapidamente do que evitá-lo. 

Tomada de decisão ágil e custos baixos

Tudo ocorre de forma muito rápida em uma startup. Incerteza e risco fazem parte do dia a dia desse tipo de empresa que, ao nascer, não tem certeza daquilo que se tornará. Por isso, é preciso agir rápido e gastar pouco, pois não é viável investir tempo e dinheiro por muito tempo em uma ideia que pode não dar certo. Dessa forma, não há lugar para burocracia (ou processos decisórios demorados ou cautelosos) nem altos custos para sua operação.

Planejamento e pesquisa

Para garantir os custos baixos comentados no item anterior, é necessário planejar cada passo. É permitido experimentar, mas para que esta experimentação seja plenamente aproveitada, é necessário planejar muito bem a forma como ela irá ocorrer, quais são os indicadores de sucesso e fracasso etc. Outro ponto é que o produto ou serviço oferecido por uma startup tem como objetivo oferecer uma solução para um problema de um determinado público-alvo. Assim, são realizadas muitas pesquisas para entender de forma minuciosa os desejos, demandas e hábitos desse público-alvo.

Escalabilidade

Esta talvez seja o mais forte elemento que diferencia uma startup de um negócio tradicional iniciante. A escalabilidade é capacidade de gerar receita e crescer sem que a estrutura de custos do negócio aumente de forma proporcional. Por exemplo, a Netflix é escalável: milhões de clientes acessam a mesma plataforma (criada uma única vez – e, claro, constantemente atualizada e aprimorada) e podem assistir aos mesmos filmes e séries de forma simultânea. 

Finalmente, vale saber que uma empresa deixa de ser uma startup quando seu modelo de negócio está maduro, seu produto está lançado e a escalabilidade está acontecendo. Nesse momento, passa a ser uma empresa, como é o caso do Facebook, por exemplo, que já consolidou há bastante tempo seu modelo de negócios. 

Quer estar preparado para abrir um negócio próprio? O Programa Avançar oferece vários cursos online gratuitos para aumentar seus conhecimentos e te preparar para os desafios de empreender. Acesse agora mesmo.

Continue lendo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, memorizar suas preferências e personalizar o conteúdo publicitário de acordo com seus interesses. Veja mais detalhes em nossa Política de Privacidade.