Busca
Agronegócio Empreendedorismo

Como ser uma empresa sustentável

Foto: Shutterstock

É possível obter lucro e proporcionar transformações sociais positivas no país? Para as turismólogas e fundadoras da Raízes Desenvolvimento Sustentável, Mariana Madureira e Marianne Costa, a resposta é afirmativa. Fundada em 2006, a empresa surgiu do sonho de usar o turismo como uma ferramenta para o desenvolvimento local. Entre os trabalhos exercidos, estão a criação de roteiros turísticos sustentáveis, a produção de projetos com comunidades tradicionais e a associação de pessoas e companhias.

Após receber o selo do Sistema B, certificação para negócios sociais, a Raízes passou a focar ainda mais em alguns princípios que estimulam uma mudança na atitude da empresa, a fim de que ela seja cada vez mais social. Como se tornar mais sustentável? 'Acho que tem muita coisa que pode ser feita em diversas áreas, onde é possível criar impactos', diz Mariana. Para ela, é importante que uma organização avalie sua atuação em 5 frentes. São elas:

1. Impacto ambiental
Reveja as suas práticas ambientais. O que é possível fazer além daquilo que já está sendo realizado? Como você cria e entrega seus produtos e serviços? Quais tipos de insumos usa e quais são os resíduos gerados? É possível consumir menos água, energia e gerar menos lixo no seu trabalho? Com frequência, a Raízes minimiza impactos de deslocamento usando ferramentas tecnológicas simples como o Skype, por exemplo.

2. Relacionamento com funcionários
"Se não é divertido, não é sustentável" é um dos lemas da Raízes. Não dá para criar um mundo melhor sem começar de casa. Um bom relacionamento com os funcionários, uma atmosfera de confiança e diálogo são fundamentais. A empresa tem desenvolvido práticas que estimulam o colaborador a continuar estudando, repensar seu papel no mundo e a usar transporte alternativo.
 
3. Os fornecedores
Como são escolhidos os seus fornecedores? Responsabilizar-se pela cadeia produtiva do seu produto ou serviço é uma premissa básica para quem busca uma atuação mais consciente no mundo. Não compactue com trabalho escravo, uso de elementos tóxicos, sonegação de impostos e outras práticas criminosas.

4. Clientes e beneficiários
A Raízes busca ter relações muito abertas e trabalha com metodologias bem participativas e colaborativas, com o objetivo de criar mais diálogos e aproximar as pessoas. Como é a sua relação com os clientes? Qual é a cadeia que você está impactando?

5. Responsabilidade com as suas ações
Pense qual é o resultado de cada ação que a sua empresa realiza. Todo serviço ou produto gera um impacto no mundo.

Na prática
Segundo Mariana, cada plano realizado pela Raízes acontece de uma forma. 'Cada projeto é um caso. A nossa proposta é fazer a ponte entre a empresa e a comunidade de uma forma sustentável'. Ela explica que a organização já trabalhou com parcerias, editais, ONGs, financiamento coletivo, entre outros. 'Às vezes, o projeto chega através de uma empresa; em outros casos, via sociedade. Juntamos o que a companhia quer deixar de legado com o que a comunidade quer receber', falou.

Em 2015, a Raízes lançou um novo projeto criado em conjunto com os moradores da Guarda do Embaú, localizada no município de Palhoça, em Florianópolis, com o objetivo de aumentar a qualidade de vida local. De acordo com Mariana, foram mapeados os maiores problemas da região e hoje o projeto caminha para que a comunidade seja beneficiada.
 

O Programa Avançar oferece webséries e podcasts exclusivos para fomentar o empreendedorismo no país. Cadastre-se gratuitamente e confira! 

Continue lendo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, memorizar suas preferências e personalizar o conteúdo publicitário de acordo com seus interesses. Veja mais detalhes em nossa Política de Privacidade.