Saiba como calcular o capital de giro da sua empresa

Capital de giro é a quantidade de dinheiro que uma empresa precisa ter para funcionar regularmente

Publicado em 07/07/2017

calcular-capital-de-giroFoto: Shutterstock

Capital de giro é o valor que uma organização tem para custear e manter suas despesas operacionais: é resultante da diferença entre o dinheiro disponível e o dinheiro que é gasto com despesas fixas ou gastos necessários para produção, comercialização e prestação de serviço. Resumindo, é a quantidade de dinheiro que uma empresa precisa ter para funcionar regularmente.

A insuficiência desse ativo faz com que uma companhia se endivide e, em alguns casos, até entre em falência. Por isso, um empreendedor, para garantir a continuidade do seu negócio, deve ter total conhecimento acerca do fluxo de caixa e do ciclo financeiro da organização – tempo entre o pagamento a fornecedores e o recebimento das vendas.

Para calcular o capital de giro da maneira correta, é preciso, primeiramente, compreender que o capital de giro líquido (CGL) é influenciado pelos prazos médios de estocagem (sofre modificações constantes de acordo com as necessidades do mercado consumidor da sua empresa e, por isso, demanda muitos recursos financeiros do negócio), volume de vendas, custo de vendas, compras, contas a receber (resultado das vendas a prazo) e pagamentos de compras.

Como todas essas ocorrências variam muito, o empreendedor precisa monitorar constantemente o capital de giro da empresa, para não ser pego de surpresa com resultados negativos. Administrá-lo significa avaliar o mercado, o atual momento da organização, as faltas e sobras dos recursos financeiros, as vendas, a administração do caixa e no que as tomadas de decisões em relação a compras resultam.

FÓRMULA SIMPLES
O cálculo de capital de giro é simples: ele é composto pelo ativo e o passivo circulantes. O ativo circulante são as aplicações financeiras, contas a receber, valor em caixa ou nas contas correntes etc. Já o passivo, representa os valores de fornecedores, empréstimos, financiamentos, contas a pagar etc.

Portanto, a fórmula do capital de giro é a seguinte: CGL (Capital de Giro Líquido) = Ativo Circulante – Passivo Circulante. Se o ativo circulante for, por exemplo, de R$ 80.000,00 e o passivo circulante for de R$ 75.000,00, o CGL é de R$ 5.000,00.

É importante reiterar que o cálculo deve ser frequente para que um negócio tenha um crescimento sustentável e não precise recorrer a empréstimos e financiamentos, evitando endividamentos e a consequente falência.

Veja também:
» Quero que minha empresa cresça: as principais notícias sobre gestão, mercado, marketing, estratégia e finanças
» Conexões: os cases de sucesso que indicamos conhecer
» Cursos online que disponibilizamos para você e seus funcionários
» Construindo Equipes: anuncie suas vagas gratuitamente conosco
» Desenvolvimento: as ferramentas essenciais para gerir o seu negócio