Vinho brasileiro ganha destaque no exterior

As marcas nacionais já faturam fora do país e pretendem ampliar mercado.

12-04-2019

.

Um setor em plena expansão, aquecido pela qualidade do produto e pelo investimento maciço em divulgação e marketing. Estamos falando do vinho brasileiro, que ganha prestígio internacional e reconhecimento em um mercado extremamente competitivo.

Nos últimos anos, a exportação de vinhos, espumante e suco de uva tem crescido consideravelmente, e o potencial de expansão é ainda maior. De acordo com o Ibravin (Instituto Brasileiro do Vinho), a área de produção vitivinícola no país passa dos 79 mil hectares.

O sucesso do vinho brasileiro no mercado internacional se deve, principalmente, à inovação. A tradição europeia trazida pelos imigrantes foi adaptada por milhares de pequenos produtores, em especial no sul do Brasil. O resultado é um vinho leve, frutado, com presença moderada de álcool, em variações únicas de acordo a especialidade da zona produtora.

Quer saber mais sobre o cenário mundial de produção e comércio de vinho e ainda conferir a perspectiva de exportação do vinho brasileiro? Acompanhe.

O vinho brasileiro em números

As estatísticas não mentem: o setor vitivinícola tem lucrado muito com a exportação. Apenas entre 2017 e 2018, o lucro chegou a US$ 15 milhões, um crescimento de mais de 17%.

A comparação é ainda mais impressionante quando consideramos um intervalo maior: em 2006, o Brasil exportou pouco mais de 50 milhões de litros; em 2017, o volume chegou a quase 126 milhões de litros!

No primeiro semestre de 2018, a venda de espumante brasileiro subiu 61%, e de vinho, 37%. A categoria de vinho e espumante responde por cerca de 60% das vendas ao mercado internacional, e os maiores compradores são Japão, Paraguai, Estados Unidos, China e Reino Unido.

Com relação à produção, 90% de todos os produtos exportados (entre suco de uva, espumante e vinho tinto, branco e rosé) são de empresas do Rio Grande do Sul.

Wines of Brasil

Criado em 2002 por meio de uma parceria entre o Ibravin e a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), o grupo Wines of Brasil conta com cerca de 42 vinícolas nacionais interessadas no mercado estrangeiro.

O suporte oferecido pelo coletivo e os programas de capacitação foram essenciais para que os produtores atingissem o resultado atual. Na última década, o vinho brasileiro conquistou mais de 2,5 mil premiações internacionais.

A produção brasileira se divide entre:

  • 150 vinícolas de vinho fino;

  • 1000 pequenos produtores de vinho de mesa ou artesanal.

A exportação do vinho brasileiro, do espumante e do suco de uva promete se manter em alta nos próximos anos, aproveitando o aquecimento do mercado e o reconhecimento do produto nacional. O Ibravin tem ainda um objetivo mais ousado: se tornar o produtor referência de espumante na América do Sul.

Quem deseja pegar carona no sucesso do setor deve se preparar para atender com qualidade e eficiência os principais mercados comerciais do mundo. O Santander Trade é uma ferramenta voltada à pequena e média empresa que busca parceria para sua expansão internacional.

O portal traz conteúdo gratuito para promover a internacionalização do seu negócio com segurança e administrar sua operação em terra estrangeira. Acesse agora e faça seu cadastro!

CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

Internacionalizar para Europa: o velho continente é a melhor opção?

O que você achou desta matéria?

O QUE A GENTE PODE FAZER PELA SUA EMPRESA, HOJE?

Para tornar nossos conteúdos cada vez mais atrativos, responda nossa pesquisa e nos conte quais temas são mais relevantes para o seu desenvolvimento

RESPONDER

JÁ RECEBE A NOSSA NEWSLETTER?

Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CADASTRAR