Startups que estão criando o novo jornalismo

Conheça as empresas que respondem à demanda por novos formatos e unem inovação e conteúdo

24-06-2019

Startups que estão criando o novo jornalismo
Foto: Envato Elements

A busca por conteúdos diferentes, interativos e em formatos variados vem transformando o mercado jornalístico nos últimos anos. Esse cenário motivou a criação de diversas iniciativas e startups de jornalismo, que buscam novas maneiras de levar informações relevantes aos seus usuários.

Confira a seguir algumas das principais startups que trazem novos modelos de negócio para o jornalismo no Brasil.

Nexo

O Nexo é um jornal digital, lançado em novembro de 2015, que tem como objetivo trazer contexto às notícias e ampliar o acesso a dados e estatísticas. A iniciativa é independente, financiada com recursos próprios e tem três cofundadores: Paula Miraglia, Renata Rizzi e Conrado Corsalette. Sediada em São Paulo, a empresa conta com uma equipe de 30 pessoas com diferentes formações e habilidades, incluindo jornalismo, ciências sociais, estatística, ciência de dados, design, tecnologia, marketing e negócios.

O projeto faz parte do Trust Project, um consórcio global de organizações de mídia cujo objetivo é implementar padrões de transparência que ajudem o público a avaliar a qualidade, integridade e a confiabilidade do jornalismo.

Jota

A startup nasceu em 2014 com foco na cobertura jornalística do Poder Judiciário. No início, o Jota apostou em um modelo de assinaturas corporativas, que buscavam acompanhar temas de alto impacto institucional e financeiro – e que recebiam pouca atenção dos veículos da imprensa tradicional. Com o tempo, a startup ampliou sua área de cobertura e análise para os Poderes Legislativo e Executivo e vem se transformando para se tornar uma empresa Saas (Software as a Service), para oferecer mais serviços de análise, inteligência de dados e construir cenários mais previsíveis a seus assinantes.

Neste ano, o Jota venceu o prêmio World Digital Media Awards 2019 na categoria de melhor startup de informação digital no mundo.

Money Times

Criado em 2016, o site Money Times tem como objetivo ser uma referência independente em informações para o mercado financeiro. A plataforma se comunica com diversos públicos: investidores, analistas, gestores ou entusiastas do ambiente econômico brasileiro.

O projeto é liderado pelo jornalista Gustavo Kahil, que possui mais de 10 anos de experiência na cobertura financeira e teve passagens pelas redações da InfoMoney, Gazeta Mercantil/InvestNews, Brasil Econômico, Exame.com e O Financista.

MyNews

A aposta do MyNews é no YouTube. O canal, lançado em 2018, funciona com uma programação semelhante à grade de canais de televisão, com entrevistas, reportagens e debates. A facilidade de acesso aos conteúdos é um diferencial, já que o usuário pode consumir os conteúdos em plataformas diferentes, como celulares, computadores e tablets, e em diferentes espaços, como em casa ou no trabalho.


Quer conhecer outros negócios inovadores que estão sendo desenvolvidos em território nacional? Confira as 100 startups mais promissoras do Brasil.

CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

3 dicas para contratar e reter talentos diversificados

Notícias e Atualidades

7 hábitos que todo empreendedor deveria ter pela manhã

Desenvolvimento

Empreendedorismo na veia

Desenvolvimento

Qual a Marca da sua Cultura?

O que você achou desta matéria?

O QUE A GENTE PODE FAZER PELA SUA EMPRESA, HOJE?

Para tornar nossos conteúdos cada vez mais atrativos, responda nossa pesquisa e nos conte quais temas são mais relevantes para o seu desenvolvimento

RESPONDER

JÁ RECEBE A NOSSA NEWSLETTER?

Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CADASTRAR