Risco de crédito: como fazer uma boa gestão na hora de vender a prazo?

Análise do CPF é apenas uma das boas práticas.

19-04-2019

.

Gerenciar o risco de crédito é um desafio com o qual a empresa precisa lidar quando adota uma política de venda a prazo. A possibilidade de não receber dentro do tempo programado precisa ser trabalhada com cautela, especialmente no mercado brasileiro — que, em junho de 2018, contava com 61,6 milhões de consumidores inadimplentes. O dado é da Serasa Experian.

Quer reduzir o risco de crédito na sua empresa? Nós separamos algumas dicas. Continue lendo e confira!

Solicitar documentação para cadastro e confirmação de dados

É importante solicitar a documentação do consumidor para abrir cadastro e conferir se seus dados estão corretos. Peça uma cópia de CPF (para Pessoas Físicas), de RG, de comprovante de residência, entre outros.

Em caso de venda para empresa, indica-se solicitar cópia de CNPJ, de Contrato Social e, dependendo da atividade, de demonstrações financeiras. Também é recomendado pedir um documento do sócio do negócio.

Com esses itens em mãos, você pode realizar uma consulta em um órgão governamental para checar se está tudo em dia, se há restrição de crédito ou alguma pendência.

Por exemplo, no site da Receita Federal é possível obter um comprovante de situação cadastral no CPF. Há também uma página para emissão de comprovante de inscrição e de situação cadastral relacionado a CNPJ.

Consultar órgão de proteção ao crédito

Os órgãos de proteção ao crédito costumam compilar informações atualizadas sobre o consumidor. Com uma consulta rápida, é possível otimizar o processo de concessão de crédito ou de uma venda parcelada. No sistema, você consegue ver se há protesto ou dívida no nome do comprador, além de alguns dados pessoais.

Também é possível encontrar alguma participação societária e o chamado score. Trata-se de uma pontuação dada a cada pessoa com base no histórico de compra e análise financeira, de modo a mensurar a chance de ela quitar suas contas sem cair em inadimplência.

Manter histórico do cliente com a empresa

É indicado manter um registro de toda transação comercial de cada cliente com a sua empresa. Dessa forma, você terá uma fonte interna de dados, o que traz profundidade ao processo de aprovação da venda parcelada.

Será possível ver qual cliente mantém um relacionamento positivo com o negócio ou não. Por exemplo, o consumidor que paga sua conta em dia, o que atrasa constantemente ou aquele que apenas teve um breve período de inadimplência.

Enviar lembretes de pagamento

Mandar um aviso para lembrar o cliente sobre o pagamento de uma parcela em atraso pode evitar que ele se esqueça dela, ou fazer com que a priorize.

Quanto mais tempo demorar para avisar, maior a chance de ele pagar outro débito primeiro, ficando sem dinheiro para liquidar a prestação — especialmente se estiver passando por uma situação financeira delicada.

Contudo, lembre-se de consultar o Código de Defesa do Consumidor para que qualquer cobrança ou aviso seja feito dentro da lei. Jamais exponha o comprador a alguma situação constrangedora.

Feito isso, mantenha certa frequência nos avisos para que a conta não seja preterida várias vezes por esquecimento. Após certo tempo sem sucesso, vale negociar a pendência, oferecendo uma condição melhor de pagamento.

Essas dicas vão ajudar a reduzir o risco de crédito na hora de liberar uma venda a prazo. Lembre-se de aplicar todas em conjunto, a fim de melhorar a análise e diminuir ainda mais o perigo de inadimplência.

CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

Pequenos negócios sustentam geração de emprego pelo quinto mês consecutivo

Notícias e Atualidades

Aprenda como fazer o cálculo de faturamento do MEI

Desenvolvimento

Análise Econômica

Desenvolvimento

Economia em 1 minuto - Ajuste fiscal e distribuição de renda - Parte 1

O que você achou desta matéria?

O QUE A GENTE PODE FAZER PELA SUA EMPRESA, HOJE?

Para tornar nossos conteúdos cada vez mais atrativos, responda nossa pesquisa e nos conte quais temas são mais relevantes para o seu desenvolvimento

RESPONDER

JÁ RECEBE A NOSSA NEWSLETTER?

Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CADASTRAR