GDPR: o que você precisa saber sobre proteção de dados na Europa

Entenda como a legislação pode influenciar nos seus negócios

12-06-2019

GDPR: o que você precisa saber sobre proteção de dados na Europa
Foto: Pixabay

Em vigor desde 25 de maio de 2018, a GDPR (General Data Protection Regulation ou Regulamento Geral de Proteção de Dados, em português) tem como objetivo proteger a privacidade dos cidadãos e oferecer maior controle e transparência em relação às informações pessoais que são armazenadas em bancos de dados de empresas. A legislação serviu de inspiração para a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) brasileira, sancionada em 14 de agosto de 2018 e com prazo de adequação previsto para agosto de 2020.

Impactos no Brasil

De acordo com a Comissão Europeia, a GDPR regula o processamento por um indivíduo, uma empresa ou uma organização de dados pessoais relativos a indivíduos na União Europeia (UE). Os dados pessoais, pela legislação, são classificados como qualquer informação relacionada a um indivíduo identificado ou identificável.

Exemplos de dados pessoais:

  • Nome e sobrenome;
  • Endereço;
  • Endereço de e-mail;
  • Número de cartão de identificação;
  • Dados de localização (por exemplo, a função de dados de localização em um telefone celular);
  • Endereço IP;
  • Dados mantidos por um hospital ou médico, que podem identificar individualmente uma pessoa.

E por que a legislação interfere nos negócios das empresas brasileiras? A resposta é simples: a GDPR não se aplica apenas a cidadãos europeus, mas também a empresas que oferecem serviços e produtos a eles. Negócios que se relacionem com a UE também são impactados pela lei. Dessa forma, empresas brasileiras que se enquadrem nessas categorias devem garantir que a maneira como tratam os dados de seus usuários esteja de acordo com as normas determinadas pela GDPR.

Diretrizes básicas

De forma geral, para se adequar às regras, as empresas devem explicar ao usuário de forma clara como os dados serão consumidos e utilizá-los apenas para os motivos que forem citados.

O armazenamento dos dados deve ser feito de forma transparente e somente pelo período necessário para a execução do serviço acordado com o usuário. Outras obrigações pontuais também precisam ser observadas caso a caso.

Penalidades

As empresas que não cumprirem as determinações da GDPR estão sujeitas a multas. O valor pode chegar a 20 milhões de euros ou até 4% do valor de negócios total da empresa.


Além da adequação a leis estrangeiras, empresas que pensam em internacionalizar seus negócios também encaram outros desafios. Confira aqui alguns deles.

CONTEÚDO RELACIONADO

Notícias e Atualidades

Conheça os 5 países que mais importam do Brasil

Desenvolvimento

Processo criativo para solução de problemas

Desenvolvimento

Quais os pontos de atenção ao buscar investimento?

O que você achou desta matéria?

O QUE A GENTE PODE FAZER PELA SUA EMPRESA, HOJE?

Para tornar nossos conteúdos cada vez mais atrativos, responda nossa pesquisa e nos conte quais temas são mais relevantes para o seu desenvolvimento

RESPONDER

JÁ RECEBE A NOSSA NEWSLETTER?

Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CADASTRAR