Os 3 principais desafios do e-commerce para os próximos anos

Segurança de dados está entre os principais.

15-01-2019

.

Manter-se atento aos desafios do
e-commerce é fundamental para qualquer empresa que quer aproveitar essa oportunidade sem correr risco. É especialmente importante para quem pretende começar uma loja virtual de sucesso.

Por isso, montamos um panorama com os principais desafios do e-commerce para os próximos anos no Brasil e no exterior. Confira!

1. Elevar a segurança de dados

Segundo o estudo 'International Business Report', da Grant Thornton, em 2016 os ataques no ambiente virtual ocasionaram prejuízo global de US$ 280 bilhões. Para chegar a essa estimativa, foram coletados dados de 2.500 líderes de empresas vindas de 36 economias.

O relatório 'Norton Cyber Security Insights', de 2017, apontou que o prejuízo causado por cibercriminosos foi de US$ 172 bilhões em 20 países, tendo atingido 978 milhões de pessoas. No Brasil, o valor foi de U$S 22,5 bilhões.

A pesquisa ainda apontou que o crime cibernético mais comum (53%) ocorria por meio de infecção de vírus no dispositivo do indivíduo. Além disso, há cibercrimes que envolvem e-commerces direta ou indiretamente, como:

  • fraude em cartão de crédito ou débito (38%);

  • realizar uma compra virtual que, na verdade, torna a pessoa vítima de uma fraude (33%);

  • ter a senha de acesso a uma conta comprometida (34%).

Por conta do risco e do grande prejuízo causado tanto à empresa quanto ao consumidor, investir em segurança de dados tem se tornado prioridade para o comércio eletrônico.

2. Melhorar o processo de logística

A logística tem sido o gargalo de muito e-commerce nos últimos anos. Relatos como atraso na entrega de um produto, mercadoria que não chegou ou recebimento de um item avariado costumam figurar entre as principais reclamações do consumidor.

Para se ter uma ideia, no primeiro semestre de 2018 foram registradas mais de 90 mil queixas relacionadas a atraso na entrega, só no site Reclame Aqui. Isso representou um aumento de 34% em relação a 2017, quando houve cerca de 70 mil reclamações sobre o tema.

Normalmente, esse tipo de situação se agrava perto de uma data festiva ou especial para o comércio. Por exemplo, no final do ano, em que há a Black Friday, no Natal e no Ano Novo.

Aliás, em 2018 as compras para o Natal tiveram um incremento de 13,5% em relação à mesma época de 2017. O faturamento foi de R$ 9,9 bilhões, com 20,1 milhões de pedidos ante 19,06 milhões no ano anterior (aumento de 5,2%). Estima-se que o período representou 18,3% do share financeiro de 2018.

Como visto, o período acaba sendo muito agitado para a logística da empresa, que precisa ter uma boa estrutura. Entre os principais problemas enfrentados, temos:

  • condições precárias em estradas brasileiras;

  • limitação de horário para circulação de grandes veículos nas cidades;

  • congestionamentos frequentes nos maiores centros urbanos;

  • perda de eficiência no processo de estocagem, separação de itens ou distribuição quando há aumento na demanda;

  • dificuldade de comunicação com o fornecedor.

3. Aumentar a taxa de conversão

Elevar a taxa de conversão é um desafio à medida que a concorrência cresce no meio digital e o consumidor se adapta a ele, ficando mais exigente.

Para você ter uma ideia, entre junho de 2016 e junho de 2017, o número de lojas virtuais passou de 600 mil — aumento de 9,23% em relação ao mesmo período anterior, quando era de 547 mil.

Os dados são da pesquisa “O Perfil do E-Commerce Brasileiro”, solicitada pelo PayPal Brasil à BigData Corp. Contudo, vale destacar que o tempo médio de sobrevivência das lojas foi de 6 meses. A fim de evitar uma existência curta, é essencial investir em alguma ação capaz de aumentar a taxa de conversão do cliente captado.

Além disso, para solucionar todos os desafios do e-commerce apontados, é importante investir em tecnologia e no aprimoramento de cada processo organizacional. Nesse caso, o ideal é montar um bom planejamento estratégico.

Aproveite para conhecer os parceiros recomendados pelo Santander. Eles poderão contribuir com a melhoria de atividades em seu negócio!

O que você achou desta matéria?

O QUE A GENTE PODE FAZER PELA SUA EMPRESA, HOJE?

Para tornar nossos conteúdos cada vez mais atrativos, responda nossa pesquisa e nos conte quais temas são mais relevantes para o seu desenvolvimento

RESPONDER

JÁ RECEBE A NOSSA NEWSLETTER?

Para receber gratuitamente as notícias que interessam a quem tem negócios, insira um endereço de e-mail:

CADASTRAR