Busca
Agronegócio Gestão Financeira

Separe as finanças pessoais das da sua empresa

Foto: shutterstock

Você mistura suas contas pessoais com as do seu pequeno negócio? Esta é uma situação comum vivida por quem é MEI ou tem uma pequena empresa, porém é algo que pode prejudicar o sucesso do seu empreendimento. Quem não separa os valores, fica sem saber exatamente quanto de recursos o negócio precisa para funcionar nem como estão os gastos com a vida pessoal. 

Confira dicas para não colocar em risco a saúde financeira de seu negócio: 

1. Defina um valor de retirada mensal
Ter o seu próprio negócio te dá o direito de ter acesso ao dinheiro da sua empresa quando quiser e gastá-lo como bem entender. Mas, para o sucesso de seu empreendimento, é fundamental que você definia um valor de retirada mensal para seus gastos pessoais, como se você fosse assalariado.

Essa atitude é importante para que você tenha uma visão mais exata do quanto dinheiro realmente a empresa está fazendo e, também, consumindo. Se você realiza saques a qualquer momento para o pagamento de despesas não relacionadas com o dia a dia do seu negócio, fica difícil esse controle. São grandes as chances de faltar dinheiro no momento de quitar compromissos da empresa. 

Você, também, corre o risco de adotar um padrão de vida pessoal incompatível com o real potencial do negócio, retirando mais do que é possível para a manutenção da saúde financeira da empresa. 

2. Evite resolver problemas financeiros da empresa com seus investimentos pessoais
Muito cuidado para não comprometer todos os seus recursos e bens pessoais na busca pela manutenção da sua empresa. Seu negócio precisa ter condições de sobreviver com os recursos gerados em sua operação. Caso isso não esteja ocorrendo, é preciso identificar os motivos e fazer ajustes. Se você se acostumar a usar os recursos pessoais de forma imediata para resolver os obstáculos de sua empresa, não conseguirá ter uma visão clara dos problemas nem o senso urgência necessário para resolvê-los a tempo.

3. Tenha uma movimentação bancária independente
O ideal é você abrir uma conta corrente PJ para sua empresa, exatamente para separar os gastos empresariais dos pessoais e ter uma visão mais direta e clara das movimentações. Além disso, são vários os benefícios de se ter uma conta pessoa jurídica, como acesso a crédito em condições especiais. Clientes PJ Santander, por exemplo, podem ter acesso ao CoPiloto, uma ferramenta completa de gestão de negócios, como frente de Caixa, emissão de notas fiscais, controle de despesas fixas e variáveis e controle de estoque.

4. Aposte em muita informação e educação financeira
Coordenar as finanças de uma empresa não é algo trivial. É realmente difícil ser uma excelente boleira e, ao mesmo tempo, entender de taxas de empréstimo; ou entender tudo sobre o segmento da sua loja de varejo e, ainda, saber como lidar com o capital de giro. Por isso, invista tempo e dedique-se para fortalecer sua educação financeira. Conte com o Portal Avançar para isso. Além de diversos artigos sobre Gestão Financeira, você pode contar com nossos cursos online gratuitos sobre este tema: Orientação Financeira, Fluxo de Caixa, Meios de Pagamentos, Investindo no seu Negócio e Investimentos; e nosso Podcast sobre Crédito. Cadastre-se gratuitamente e acesse já.

Sabia que você pode ter uma conta corrente Pessoa Jurídica e obter crédito em condições especiais? Abra agora mesmo no Santander, de forma totalmente online, e tenho acesso a uma seleção completa de soluções para você seguir avançando!

Post ID: | Current Page ID: 4915

Continue lendo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, memorizar suas preferências e personalizar o conteúdo publicitário de acordo com seus interesses. Veja mais detalhes em nossa Política de Privacidade.