Saiba como emitir nota fiscal MEI

Publicado em 25/06/2021

Quem é microempreendedor individual (MEI) também pode e deve emitir nota fiscal quando presta seus serviços. Porém, é importante destacar que o faturamento do MEI é de até 81 mil reais por ano, ou seja, o valor das notas fiscais emitidas não pode ultrapassar esse limite.

Apesar de parecer um processo simples, muitas pessoas têm dúvidas sobre como emitir nota fiscal MEI. Por isso, elaboramos um passo a passo com tudo que o empreendedor precisa fazer para a emissão de nota fiscal. Confira!

  • Quais os tipos de nota fiscal que o MEI pode emitir?
  • O que o MEI precisa para emitir uma nota fiscal?
  • Conheça o emissor fiscal do CoPiloto Santander

Quais os tipos de nota fiscal MEI?

É fundamental que se conheçam todas as possibilidades disponíveis de nota fiscal para o MEI, para que seja feita a melhor escolha para o seu negócio. Devido o processo de digitalização e desburocratização das Secretarias das Fazendas, algumas modalidades de notas fiscais estão em desuso e pode ser que em seu estado nem estejam mais disponíveis. A nota fiscal avulsa eletrônica (NFA-e) é a mais utilizada pelos MEIs.

Confira abaixo os quatro tipos de nota fiscal que o MEI pode emitir:

Nota Fiscal Avulsa (NFA)

A NFA é a nota fiscal impressa emitida junto da Secretaria da Fazenda (SEFAZ). O processo varia de acordo com o seu estado e, com o movimento de eliminação de notas fiscais em papel, alguns deles não disponibilizam mais da NFA. É necessário verificar junto da SEFAZ do seu estado.

Nota Fiscal eletrônica (NF-e ou NFS-e)

A NF-e é a nota fiscal eletrônica - versão digital da nota fiscal emitida. O MEI deverá solicitar autorização na Secretaria da Fazenda (SEFAZ) do seu estado e cidade e seguir os procedimentos exigidos. 

Nota Fiscal Avulsa eletrônica (NFA-e)

A NFA-e é a nota fiscal mais utilizada por quem é MEI, por sua praticidade. Se trata de um tipo de nota já voltado para empreendedores que não realizam processos de vendas com frequência (venda de produtos), que é o caso de muitos profissionais autônomos que atuam como MEI.

Pela nota fiscal avulsa eletrônica, o MEI pode tirar sua nota fiscal na hora e online. Confira junto da Secretaria da Fazenda (SEFAZ) do seu estado e prefeitura, como mostramos no caso da NF-e.

O que o MEI precisa para emitir nota fiscal?

Como já colocamos anteriormente, basta solicitar a autorização na Secretaria da Fazenda do estado e cidade - onde a empresa está registrada.

Para começar a emitir notas fiscais, o MEI precisará realizar um cadastro na sua prefeitura municipal. Na cidade do Rio de Janeiro, por exemplo, a solicitação é feita no site Nota Carioca, já em São Paulo, é feita pelo Portal da Secretaria da Fazenda de SP.

Já conhece o CoPiloto Santander?

O emissor fiscal oferecido pelo CoPiloto Santander permite a emissão de NF-e, NFS-e NFC-e (ou SAT). É preciso apenas:

  • Ter inscrição estadual (ou inscrição municipal, se for de prestação de serviços);
  • Estar devidamente habilitado e autorizado na Secretaria da Fazenda de seu estado e cidade;
  • Possuir um certificado digital tipo A1 ou A3;
  • Ser optante do Simples Nacional.

Para a configuração, serão necessários alguns dados da empresa. O atendimento Santander está apto para apoiar o cliente a obter essas informações 😉 Saiba mais!

Empreendedor MEI, conte com o Programa Avançar

Você não precisa pilotar sua empresa sozinho. Em momentos de turbulência, conte com o CoPiloto e o Programa Avançar, o portal de apoio ao empreendedor Santander.

Tenha acesso a uma série de conteúdos que auxiliam na gestão do seu negócio, como cursos online e podcasts atualizados com as novidades do mercado, dentre outras vantagens exclusivas:

• te auxiliamos a encontrar o seu novo estagiário;

• atendimento personalizado para apoiá-lo a expandir seus negócios para o mercado internacional;

• oportunidades de negócios e parcerias.

Vamos juntos? Faça o seu cadastro gratuito no Programa Avançar!