Como preparar seu pequeno negócio para a Black Friday 2020

Pesquisa mostra que 42% dos brasileiros pretendem aproveitar a data para fazer compras

Publicado em 09/10/2020

Foto: Envato Elements

Pesquisa aponta que 42% dos brasileiros pretendem aproveitar a Black Friday para fazer compras este ano. Realizado pela plataforma gente da Globosat, o levantamento Black Friday 2020 mostra que, entre os que têm intenção de comprar, 65% dizem que a compra será “uma forma de se presentear” e 55% acreditam que a data será a melhor época para compras no ano. A data já se consolidou no calendário nacional e ultrapassou R$ 3 bilhões em movimentações em 2019, segundo a Ebit-Nielsen.  

Os dados mostram que vale a pena preparar seu pequeno negócio para aumentar as vendas no período. A Black Friday cai este ano no dia 27 de novembro, mas são cada vez mais comuns promoções como Black November (duram o mês todo), Black Week (cobre toda a quarta semana de novembro) ou Black WeeKend (ocorre na sexta, sábado e domingo). Veja o que fazer para aproveitar ao máximo a intenção de compras do consumidor:

1) Avalie se vale participar – é preciso ter em mente que participar significa abrir mão de parte da margem de lucro. Afinal, segundo os entrevistados na pesquisa da plataforma gente, Black Friday é sinônimo de promoção (67%), desconto (66%), oportunidade (49%) e oferta inesperada (42%). Por isso, se você trabalha com margens muito apertadas, avalie os prós e contras antes.

2) Defina quais produtos estarão em promoção – identifique quais os produtos podem receber descontos com menor perda de margem de lucro; aproveite para limpar o estoque parado ou para vender itens que serão substituídos em breve por uma nova coleção.

3) Analise a estratégia de divulgação – leve em consideração que divulgar muito antes a participação na Black Friday pode fazer o consumidor em potencial adiar sua compra, gerando uma queda de vendas no período que antecede a data. 

4) Ofereça descontos verdadeiros – a maquiagem de preços já comprometeu a credibilidade da Black Friday para parte dos consumidores, rendendo o apelido depreciativo de “Black Fraude”. A pesquisa da plataforma gente mostra que 32% dos entrevistados não acreditam nas ofertas anunciadas. Por isso, não cometa esse erro, que pode fazer com que todo o investimento para a data se transforme em perda de clientes, caso a manipulação de valores seja percebida.

Se você tem um e-commerce, confira também estas dicas:

  • Converse com o provedor que hospeda sua loja virtual sobre o possível aumento de tráfego e garanta que tudo esteja preparado para uma quantidade maior de visitas;
  • Dê atenção especial aos itens “abandonados” no carrinho de compras – envie um e-mail para o cliente, reforçando a mensagem para que ele aproveite o desconto e finalize a compra;
  • Aproveite para obter leads, oferecendo uma condição especial (como frete grátis ou mais prazo no parcelamento) para quem, durante o período da promoção, assinar sua newsletter ou aceitar receber ofertas pelo WhatsApp;
  • Avalie se os prazos de entrega praticados fora do período promocional não terão de ser revistos para garantir que não haja atrasos nas entregas;
  • Envie uma mensagem de agradecimento especial para os clientes que efetuarem compras no período promocional;
  • Finalizada a campanha, lembre-se de resgatar os itens abandonados nos carrinhos de compras para que o valor não continue com desconto.

Já tem um CNPJ? Sabia que você pode ter uma conta corrente Pessoa Jurídica e obter crédito em condições especiais? Abra agora mesmo uma conta corrente Pessoa Jurídica Santander e tenha, ainda, acesso a um gerente especializado, além de uma ferramenta para gestão de fluxo de caixa e emissão de NF.