5 tendências para o e-commerce em 2021

As vendas online devem crescer 26% em 2021. Confira as tendências para este canal, adapte sua loja virtual e faça bons negócios.

Publicado em 04/01/2021

Foto: Envato Elements

As vendas online no Brasil, que dispararam em 2020, devem continuar com bom desempenho em 2021, segundo previsão da Ebit|Nielsen. A expectativa da consultoria é de que as vendas no e-commerce brasileiro cresçam 26%, o que representa um faturamento de R$ 110 bilhões. A estimativa é significativa, já que, em 2020, só entre os meses de julho a setembro de 2020, a média de crescimento foi 81,5% superior ao mesmo período de 2019.  
Por isso, vale a pena ficar de olho nas tendências para o e-commerce em 2021, ver como é possível se adaptar a elas e aproveitar para fazer bons negócios. Confira abaixo algumas tendências: 

  1. Uso do PIX como meio de pagamento
    Esta é a principal tendência do e-commerce para 2021: o PIX, sistema de pagamento instantâneo deve se tornar o preferido do consumidor, pela facilidade e agilidade na transação.
    Tire suas dúvidas sobre o funcionamento do PIX no nosso curso online desenvolvido especialmente para empreendedores, faça seu cadastro gratuito e acesse já.
  2. LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados
    O cuidado com o armazenamento de informações de clientes, como seus dados bancários, será um dos pontos fundamentais para o bom funcionamento de comércios virtuais. A LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) está em vigor e as empresas que não se adaptarem às regras estão sujeitas a multas e punições. Além disso, isso se tornará cada vez mais importante para a construção de uma relação de confiança com seu cliente.
  3. Omnichannel
    O chamado Omnichannel, ou seja, a convergência de todos os canais de venda utilizados por uma marca, deve se consolidar em 2021. Isso significa fazer com que o consumidor não veja diferença entre o mundo online e o offline. Vale para o visual (sua loja virtual deve se parecer com a física), para promoções, experiências (é preciso levar a sensação de experimentar o produto para a loja virtual) e até mesmo para o processo de compra, permitindo que o cliente compre pelo site e retire ou faça a troca do produto na sua loja física.
  4. Shoppable
    O conceito por trás do shoppable é possibilitar a compra diretamente por uma rede social, aproveitando o impulso do consumidor. Isso deve se intensificar em 2021. Assim, seu cliente deve poder comprar o sapato que viu em uma foto no Instagram diretamente, sem precisar entrar em um marketplace, loja virtual ou baixar o app da sua marca.
  5. Customização de produtos e ReCommerce
    A customização ou personalização de itens é outra tendência que surge forte em 2021. O consumidor estará à procura de exclusividade e de itens com os quais se identifique fortemente. Por outro lado, continuam ganhando espaço as questões sustentáveis, por isso, o ReCommerce, ou seja, a venda de itens usados em bom estado, deve crescer.

Quer aproveitar estas tendências e começar um e-commerce? Abra uma conta corrente PJ no Santander e tenha acesso ao Copiloto. Com ele, você pode criar sua própria loja virtual, com aparência única, controle de estoque, pagamentos, ativação de PDV e outros recursos.