Brasil é reconhecido como país exportador de cacau fino e de aroma

Certificação foi concedida pela Organização Internacional do Cacau

Foto: Envato Elements

08/10/2019

Em setembro, o Brasil foi reconhecido oficialmente pela Organização Internacional do Cacau (ICCO) como país exportador de 100% de cacau fino e de aroma. A inclusão no grupo de países certificados no Acordo Internacional do Cacau aconteceu durante uma reunião do Conselho Internacional da ICCO, realizada em Abidjan, na Costa do Marfim.

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o cacau fino e de aroma é identificado por apresentar sabores diferenciados – que variam entre frutados, florais e amadeirados, entre outros. A definição leva em consideração as características genéticas (origem), local (terroir) e o tratamento das amêndoas pós-colheita.

Mercado

O comércio mundial de cacau e chocolate fino, considerado um mercado de nicho, representa menos de 5% do total comercializado entre os países. No entanto, o produto possui um preço elevado e pode custar até três vezes mais do que o cacau comum ou a granel.

Com o reconhecimento da ICCO, a expectativa do governo federal é de crescimento do interesse do mercado internacional pelo cacau produzido na Mata Atlântica e na Amazônia.


Leia também: Indonésia abre mercado para importação de carnes brasileiras